Publicidade

Posts com a Tag San Francisco Giants

quinta-feira, 17 de março de 2011 MLB - Beisebol | 19:48

BASEBALL, BASEBALL! DESTAQUES DO SPRING TRAINING DA MLB

Compartilhe: Twitter

Estamos quase lá! Daqui a duas semanas começa a temporada do melhor beisebol do mundo.  Os 30 times já estão treinando nos estados da Flórida e Arizona visando o Opening Day (dia de abertura).  É difícil fazer um prognóstico da temporada de acordo com o desempenho dos clubes no Spring Training, mas sempre há destaques durante os treinamentos da primavera.

Aqui estão 10 destaques importantes das duas primeiras semanas do Spring Training.

10.  Jake Peavy está no caminho certo!

O astro do Chicago White Sox perdeu metade da temporada passada depois de sofrer uma grave contusão no grande dorsal (músculo nas costas) em julho.   Quando sofreu a contusão, Peavy falou que sentiu o músculo (que estende até a axila) completamente se desconectar do osso e descer para a cintura. Ugh!  A contusão é uma novidade no beisebol.  Arremessadores geralmente machucam o ombro, cotovelo, obliquo ou antebraço.  Por isso os White Sox terão toda cautela do mundo com Peavy.  O jogador deve perder as primeiras semanas da temporada regular (no máximo um mês), mas deve estar pronto pra ajudar o clube pro restante do ano.  Em seu último jogo de Spring Training, Peavy arremessou 69 bolas (4 entradas) e cedeu 3 corridas.  Ele se pronunciou saudável depois da boa atuação.  Que bom!

9. Adrian Gonzalez vem com tudo!

Yo Adriannnnnnn!  Não é só o Rocky Balboa que ama Adrian.  Agora o torcedor dos Red Sox também está prestes a viver uma história de amor com Adrian.  Só que esse daqui não tem cabelinho chanel e óculos.  Hello, Adrian Gonzalez! Bem-vindo a Boston, meu querido.  Adrian passou por uma cirurgia no ombro depois da última temporada e está 100%.  O novo primeira base dos Sox estreou no último sábado e conseguiu uma rebatida em sua primeira oportunidade no bastão.  Mesmo jogando no sacrifício em 2010, ele bateu 31 home runs e quase levou os Padres aos playoffs.  Gonzalez tem tudo pra se dar bem no Fenway Park esse ano, e na minha opinião, é um dos favoritos ao prêmio MVP.

8. Bem-vindo a Texas, Adrian Beltre

Adrian Beltre

Ele foi o melhor jogador dos Red Sox em 2010.  Agora, Adrian Beltre busca ter o mesmo impacto com o Texas Rangers.  Depois de perder os 15 primeiros jogos do Spring Training por causa de uma contusão na panturrilha, Beltre estreou nessa última segunda-feira.  O novo terceira base dos Rangers, que assinou um contrato de 5 anos 80 milhões de dólares, já começa a deixar o torcedor com água na boca.  Em dois jogos, ele conseguiu 3 rebatidas em 6 at-bats.  Ontem, ele bateu seu primeiro home run do Spring Training.  A única questão agora em Texas é o que fazer com Michael Young.  Young, um dos jogadores mais queridos da história do clube, atuou na posição de Beltre no ano passado.  Ele vai começar o ano como rebatedor designado, mas eu sinceramente acho que existe uma grande chance do atleta ser trocado pra outro clube.  Vamos ver.

7. Que susto!

O Oakland A´s levou um belo susto nessa segunda-feira.  Andrew Bailey, calouro do ano em 2009, sentiu o cotovelo direito e teve que sair do jogo contra os Rangers.  Bailey demonstrou estar em agonia depois do arremesso mas graças a Deus foi só uma distensão.  Bailey é um dos melhores fechadores da MLB.  No ano passado ele salvou 25 jogos com um era de 1,47.  O jogador deve perder o início da temporada.

6. Que triste.

O beisebol é um jogo muito perigoso.  Quem senta nas primeiras fileiras ou fica no “dugout” (banco) precisa ficar muito atento.  A qualquer momento uma “foul ball” pode causar uma contusão grave.  Infelizmente, a notícia não é boa para Luiz Salazar, um dos treinadores dos Braves.  Ele foi atingido no olho por uma bola durante um jogo do Atlanta.  Salazar estava no degrau de cima do dugout quando o incidente aconteceu.  Ele passou por 3 cirurgias mas acabou perdendo o olho esquerdo.

5. E agora, Philadelphia??

Quando falamos dos Phillies a primeira coisa que vem a cabeça é a excelente rotação titular.  Halladay, Lee, Oswalt e Hamels realmente vão dar o que falar.  Porém, o torcedor deve estar preocupadíssimo com a condição do ataque (que perdeu Jayson Werth) e o astro Chase Utley.  A notícia não é nada boa.  Utley ainda não jogou nesse Spring Training e sofre com uma tendinite patelar e inflamação no osso do joelho direito.  Utley estava treinando com o clube, mas foi embora nessa terça-feira pra consultar com um especialista.  O jogador vai começar o ano na lista dos contundidos e ficará fora por tempo indeterminado.  Existe a possibilidade de ele passar por uma cirurgia.  Se isso for necessário, Utley perderia metade da temporada. Uau!

4. Michael Morse é o cara em Washington

Michael Morse será o left fielder titular dos Nationals no Opening Day.  A criança está simplesmente detonando basebolas nessa pré-temporada.  O jogador é o vice- líder da Grapefruit League com 5 home runs e tem 15 rebatidas em 35 chances (42,9%).  Morse bateu 15 home runs em 98 partidas no ano passado.  Vamos ver se ele se torna uma das novas estrelas dos Nationals esse ano.

3. Alguém fala pro Tim Lincecum que a temporada ainda não começou

Tim Lincecum

O excepcional arremessador está em forma, my dears.  O vencedor do prêmio Cy Young de 2008 e 2009 continua arrebentando no Spring Training.  Ninguém arremessou mais entradas (17,2) ou conseguiu mais strikeouts (21) do que o queridinho de São Francisco.  Lincecum tem 3 vitórias e ainda não perdeu em 5 jogos nesse spring training.  Os Giants venceram a World Series no ano passado com performances sensacionais de seus arremessadores.  Algumas coisas não mudam.  Go Giants!

2 e 1. Manny Banuelos e Ivan Nova levantando sobrancelhas em Nova York

Manny Banuelos

Eu sei que o torcedor dos Yankees ficou deprimido depois que Andy Pettitte se aposentou e Cliff Lee decidiu assinar com os Phillies.  Entretanto, tem dois arremessadores que estão dando o que falar nesse spring training.

Não teve como não perceber o excelente talento de Manny Banuelos nessa última segunda-feira contra os Red Sox.  O menino de 20 anos continuou sua seqüência de entradas sem ceder corrida no Spring Training.  Em 2,2 entradas contra o Boston, o jovem arremessou 53 bolas e permitiu apenas duas rebatidas.  Ele mostrou que ainda está um pouco “verde” cedendo 3 walks, mas a boa notícia é que ele conseguiu sair das encrencas.  Nesse Spring Training, Banuelos (que mostra um excepcional arremesso de change-up) arremessou 7,2 entradas e cedeu apenas 5 rebatidas.  Os Yankees já falaram que ele começará a temporada nas Ligas Menores, mas pode ser uma opção na segunda metade da temporada.

Ivan Nova espetacular.

Que tal o trabalho do Ivan Nova ontem contra os Orioles? O jogador, que busca se firmar na rotação titular dos Yanks, arremessou 6 entradas sem ceder uma rebatida!  O treinador, Joe Girardi, falou que a performance de Nova foi a melhor de qualquer arremessador do clube até agora.  Em 4 jogos nesse Spring, Nova soma 14 entradas e apenas duas corridas cedidas.  Será que ele leva esse bom momento para a temporada regular?

O que acham???

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 1 de janeiro de 2011 MLB - Beisebol, NBA - Basquete, NFL - Futebol Americano, NHL - Hóquei | 23:28

EVENTOS E PERSONAGENS QUE EMOCIONARAM EM 2010

Compartilhe: Twitter

Antes de mais nada, eu queria desejar a todos um Feliz Ano Novo.  Espero que 2011 seja o melhor ano de nossas vidas e que nossos objetivos se realizem.

2010 foi um ano especial no mundo dos esportes americanos.  Muitas coisas aconteceram na NHL, NBA, NFL e MLB.  Vários personagens se destacaram e hoje eu gostaria de compartilhar os meus 7 momentos mais marcantes do ano que passou.

7. A MLB vê dois jogos perfeitos e lamenta outro que foi pro ralo

Jim Joyce emocionado.

Além de “no-hitters” de Ubaldo Jimenez, Matt Garza e Edwin Jackson dois arremessadores alcançaram a performance perfeita.  Dallas Braden, um jogador basicamente desconhecido do Oakland A´s, teve seu momento auge no Dia das Mães, enquanto Roy Halladay do Philadelphia Phillies conseguiu o feito algumas semanas depois no dia 29 de maio.  Essa foi a primeira vez desde 1880 que dois jogos perfeitos aconteceram na mesma temporada.

Mesmo assim, o torcedor lamenta um “perfect game” que não aconteceu.  Quatro dias depois do feito de Halladay, Armando Galarraga do Detroit Tigers estava a uma eliminação de atingir o vigésimo primeiro perfect game da história da MLB quando deu um azar danado.  Jason Donald (jogador do Cleveland Indians) bateu uma bola de rotina que não saiu do infield, e  foi claramente eliminado.  Jim Joyce, umpire da MLB desde 1989, viu algo diferente.  Ele marcou “salvo” e o perfect game foi pro ralo.  No dia seguinte, Jim Joyce (que admitiu o erro) teve um momento com Galarraga e se emocionou.

6. Roy Halladay lança o segundo “no-hitter” da história dos playoffs da MLB.


Roy Halladay completa uma temporada incrível com um “no-hitter” nos playoffs.  Enfrentando o melhor ataque da Liga Nacional, Halladay estava imbatível no dia 6 de outubro.  Apenas um jogador do Cincinnati Reds (Jay Bruce) chegou em base naquela noite memorável.   Hallady estava participando da pós-temporada pela primeira vez em sua carreira de 13 temporadas.  O único outro jogador a conseguir um “no-hitter” nos playoffs foi Don Larsen dos Yankees, que arremessou um jogo perfeito na World Series de 1956 contra os Dodgers.

5. Philadelphia Flyers se torna o terceiro time da história da NHL a vencer uma série depois de perder as três primeiras partidas


Poucos esperavam uma reação do Philadelphia Flyers depois que a equipe perdeu 3 seguidos nas semifinais da conferência Leste contra o Boston Bruins.  Afinal, apenas 2 times (o Toronto Maple Leafs em 1941-42 e  New York Islanders em 1974-75) haviam vencido uma série depois de encarar um buraco de 3 jogos a 0.  Os Flyers não desistiram e venceram os jogos 4,5 e 6.  Na sétima partida, Boston abriu uma vantagem de 3 a 0.  Mesmo jogando fora de casa, Philadelphia não se entregou e venceu o jogo e a série por 4 a 3. Incrível!

4. Michael Vick dá a volta por cima e tem a melhor temporada da carreira


Depois de ficar 18 meses na prisão por torturar e executar cachorros Michael Vick deu a volta por cima em 2010.  Vick começou o ano no banco mas ganhou sua chance como titular depois de uma contusão sofrida por Kevin Kolb no primeiro jogo da temporada.  Com passes e corridas incríveis, Vick tem eletrizado a NFL e é candidato a vencer o prêmio de MVP.  No ano passado, Vick esquentou o banco atrás de Donovan Mcnabb.  Agora, ele tem se mostrado uma pessoa bem mais responsável, dedicada e determinada a mostrar que ele ainda tem muita gasolina no tanque. Fora de campo, ele tem participado de projetos sociais e demonstrado remorso por tudo que vez.

3. Josh Hamilton vence o prêmio de MVP da Liga Americana


É sempre legal testemunhar a batalha, determinação e vontade de vencer de uma pessoa atormentada por uso de drogas e álcool.  Essa é a história de Josh Hamilton, outfielder do Texas Rangers.  É difícil não ficar emocionado com a história desse rapaz.  Ele foi o primeiro jogador draftado em 1999.  Infelizmente, a vida do jovem atleta tomou um rumo para a pior e ele enfrentou os demônios de cocaína e álcool, por vários anos.  A carreira do jogador não ia pra frente e ele  quase abandonou o esporte, ficando longe dos gramados entre 2004 e 2006.  Em 2007, Hamilton superou as drogas e estreou na MLB.  A volta foi coroada em 2010.  Hamilton foi eleito o melhor jogador da Liga Americana.  Ele terminou com o melhor aproveitamento da MLB (35,9%), e levou o Texas Rangers à World Series pela primeira vez na história da franquia.  Ah, quase esqueci.  Hamilton também foi eleito o MVP da Final da Liga Americana. Parabéns!!

2. Três times acabam com secas e levantam o troféu de campeão

O ano foi lindo para New Orleans Saints, Chicago Blackhawks e San Francisco Giants.  Se você tivesse apostado 10 dólares, em Las Vegas, que esses três times venceriam títulos em 2010, você não teria que trabalhar mais um dia na vida.  Estaria rico!

Os Saints (que existem desde 1967) venceram o Super Bowl pela primeira vez.  O ponto de exclamação foi uma interceptação de Tracy Porter retornada 75 jardas para touchdown nos minutos finais.  New Orleans venceu Indianapolis por 31 a 17.

As ruas de Chicago estavam em êxtase depois do título do Chicago Blackhawks em junho do ano passado.  O grito estava preso na garganta desde 1961.  Nenhum time da NHL estava tanto tempo sem ganhar uma Stanley Cup!  Os Blackhawks venceram o Philadelphia Flyers por 4 jogos a 2.

1954 foi um ótimo ano para o New York Giants que comemorou seu último título em Nova York antes de se mudar para São Francisco.  56 anos depois, a franquia voltou a levantar o troféu de campeão, dessa vez como “San Francisco Giants”.  Os Giants não eram considerados favoritos ao titulo antes da temporada e surpreenderam muita gente.  A equipe derrubou o Texas Rangers na World Series por 4 jogos a 1.

1. Lebron James abandona o Cleveland Cavaliers e leva seus “talentos à South Beach”


Essa foi boa.  No dia 8 de julho, torcedores de Chicago Bulls, Cleveland Cavaliers, Miami Heat e New York Knicks estavam ligadíssimos na frente da televisão para “A Decisão”.   Lebron James estava prestes a anunciar para qual time ele jogaria em 2010 num programa especial da ESPN nos Estados Unidos.  Minutos depois das 22h, horário de Brasília, James declarou: “nesse outono eu levarei meus talentos para South Beach e me juntarei ao Miami Heat.”

Lebron foi muito criticado por ter anunciado sua decisão na televisão.  Torcedores em Cleveland queimavam a camisa 23 dele, enquanto o dono do time, Dan Gilbert, abertamente criticou o ex-líder de sua equipe chamando o  de “traíra” e “covarde”.

O Miami formou um trio mágico com James, Dwayne Wade e Chris Bosh e é considerado um dos grandes favoritos ao título esse ano.  O Cleveland Cavaliers passa por mais uma reformulação.

E você, qual foi o seu momento favorito de 2010?

Autor: Tags: , , , , , ,

sábado, 30 de outubro de 2010 MLB - Beisebol | 20:18

JOGO 3 DA WORLD SERIES ACONTECE HOJE EM TEXAS

Compartilhe: Twitter

Os Rangers estão num buraco enorme.  Depois de perder os dois jogos iniciais da World Series, a equipe busca a recuperação hoje em Arlington, no Texas.  Colby Lewis (Rangers) e Jonathan Sanchez (Giants) serão os dois arremessadores titulares.  Apenas 11 times na história da finalíssima do beisebol conseguiram vencer uma série depois de perder os dois primeiros jogos.  O último foi o New York Yankees em 1996.  NYY perdeu dois em casa e depois venceu três seguidos em Atlanta antes de se consagrar campeão no jogo seis em Nova Iorque.

O beisebol é um jogo de números e estatísticas e essa série tem algumas curiosidades.  Fiz uma lista com 10.

1. Com a vitória na partida 2, os Giants permanecem invictos contra a equipe do Texas no AT&T Park em São Francisco.  Agora são 11 vitórias.  A última vitória dos Rangers em São Francisco foi no antigo estádio dos Giants, o Candlestick Park.

2. Freddy Sanchez conseguiu rebatidas duplas em suas três primeiras aparições no bastão na World Series.  Isso aconteceu no Jogo1.  Phil Rizzuto e Pee Wee Reese, duas lendas do beisebol, não tiveram a mesma sorte. Rizzuto anotou 3 duplas em52 jogos (183 aparições no bastão) de World Series, enquanto Reese teve 3 em 44 partidas (169 aparições).

3.  Os Giants anotaram 19 corridas em seis jogos contra os Phillies na final da Liga Nacional.  Eles têm 20 em duas partidas contra os Rangers.  Os Giants são o primeiro time da história da Liga Nacional a anotar pelo menos nove corridas em jogos consecutivos na World Series.

4. Os Giants anotaram 36 de suas 60 corridas (60%) nessa pós-temporada com dois eliminados (nessa série 13 de 20).  Os Giants foram o pior da MLB rebatendo com dois eliminados.  A equipe anotou apenas 32% de suas corridas com dois eliminados durante o ano (pior aproveitamento da MLB).

5. É melhor o Texas vencer os próximos quatro jogos dessa série.  O último time a vencer uma partida 7 fora de casa na World Series foi o Pittsburgh Pirates em 1979 contra o Baltimore Orioles.  Os últimos oito visitantes perderam o jogo decisivo.

6. Nolan Ryan, Presidente dos Rangers, foi um grande arremessador na MLB.  Ele salvou o jogo 3 da World Series de 1969.  Na época, Ryan tinha 22 anos e 239 dias, se tornando o segundo atleta mais jovem a salvar um jogo de World Series.  Neftali Feliz, fechador dos Rangers, tem 22 anos e 181 dias.  Se ele salvar um jogo nessa WS, ele se tornará o segundo mais jovem a conseguir o feito. (Bob Welch tinha 21 anos quando salvou o jogo 2 da WS de 1978 para os Dodgers contra os Yankees).

7. Elvis Andrus e Nelson Cruz, dos Rangers, conseguiram pelo menos uma rebatida nos 12 primeiros jogos desses playoffs.  É a primeira vez que dois companheiros de equipe conseguem o feito.  Em 2000, Benny Agbayani e Edgardo Alfonzo rebateram nos 11 primeiros jogos dos Mets na pós-temporada.

8.  Matt Cain não permitiu nenhuma corrida em 7,2 entradas de trabalho.  Agora, Cain soma 21,3 entradas sem ceder uma corrida merecida nos playoffs.  Apenas 4 arremessadores da história dos playoffs jogaram pelo menos 20 entradas sem ceder uma corrida numa pós-temporada: Christy Matthewson (Giants, 1905), Carl Hubbell (Giants, 1933), Waite Hoyt (Yankees, 1921) e Kenny Rogers (Tigers, 2006).

9. Os Rangers cederam 4 Walks consecutivos na oitava entrada do jogo 2.  A equipe é a primeira a ceder tantos Walks de forma consecutiva na história da WS.

10. Os Giants não vencem a WS desde 1954.  Hoje, essa é a terceira maior seca da MLB (Indians não vencem desde 1948, Cubs 1908).  A equipe nunca venceu um título em São Francisco.  Os cinco títulos do clube aconteceram quando jogava em Nova Iorque.  Os Giants nunca perderam uma WS depois de abrir 2 a 0 na série!

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 27 de outubro de 2010 MLB - Beisebol | 19:03

WORLD SERIES COMEÇA HOJE EM SÃO FRANCISCO

Compartilhe: Twitter

A World Series começa hoje em São Francisco.

Quem gosta de beisebol não pode perder.  Daqui a pouco às 22h começa a Série Mundial do beisebol entre San Francisco Giants e Texas Rangers.  Essa é a primeira aparição dos Rangers na finalíssima.  A franquia iniciou operações em 1961 e joga em Texas desde 1972.  Os Giants, voltam à WS pela primeira vez desde 2002.  Naquele ano, a equipe sofreu uma virada incrível do Anaheim Angels e acabou perdendo em 7 jogos.  A equipe Californiana tem 5 títulos, mas não ganha desde 1954, quando ainda jogava em Nova Iorque (os Giants se mudaram para São Francisco em 1958).

Como que as duas equipes chegaram?

Os Giants venceram o Philadelphia Phillies na Final da Liga Nacional.  Os Phillies eram o time mais quente do beisebol antes de enfrentar o SF.  San Francisco ganhou com performances consistentes de seus arremessadores e o ataque apareceu em momentos críticos.  Admito que a vitória dos Giants me surpreendeu.  Eu achava que o ataque dos Giants não chegaria a tocar na excelente rotação titular do Phillies.  Eu estava errado! Sabemos que a rotação titular e o bullpen dos Giants são ótimos.  A grande incógnita era o ataque.  Nessa série, eles provaram que conseguem anotar corridas contra os melhores arremessadores (Roy Halladay, Roy Oswalt, Cole Hamels, etc.).  Jogadores dos quais não esperava-se muito, como Cody Ross (bateu dois home runs no jogo 1 contra Roy Halladay) e Juan Uribe (home run no jogo decisivo), fizeram a diferença.

Os Rangers surpreenderam o atual campeão, New York Yankees, em seis jogos. Os últimos cinco jogos da série foram decididos por pelo menos 5 corridas (a primeira vez que isso acontece numa série de playoff).  Texas massacrou o grupo de arremessadores dos Yankees anotando 38 corridas e batendo 9 home runs.  A grande surpresa da série foi o arremessador Colby Lewis(12 vitórias e 13 derrotas durante o ano).  Ele ganhou dois jogos, incluindo o jogo 6.  Cliff Lee continuou sendo o melhor jogador dos playoffs com um jogo 3 impressionante (8 entradas, 13 strikeouts e nenhuma corrida cedida). Josh Hamilton foi eleito o MVP com 4 home runs.  Elvis Andrus e Nelson Cruz também tiveram séries sensacionais.  Os dois conseguiram pelo menos uma rebatida nos 11 jogos desses playoffs.

Quem leva a melhor?

Tim Lincecum vai ao montinho para os Giants no jogo 1.

Eu acho difícil prever essa série.  Em 66 dos 162 jogos nessa temporada, os oponentes dos Giants não alcançaram 3 corridas.  A rotação titular de Tim Lincecum (vencedor do prêmio Cy Young em ’08 e ’09), Matt Cain (dois grandes jogos nos playoffs esse ano), Jonathan Sanchez ( ja arremessou um “no-hitter” na carreira) e o calouro Madison Bumgarner (Giants venceram 7 dos últimos 11 jogos que arremessou) é fantástica.  O bullpen (segundo melhor ERA da liga) tem o melhor fechador dessa temporada (Brian Wilson).

O ataque do Texas Rangers terminou com o melhor aproveitamento da Liga Americana em 2010 (27,6%).  Josh Hamilton é o grande favorito a vencer o prêmio de MVP depois de bater 32 home runs e terminar com um aproveitamento de 35,9% (melhor da MLB).  No montinho, os Rangers têm um dos melhores arremessadores da história da pós-temporada (Cliff Lee) e o segundo melhor bullpen da Liga Americana.  Nesses playoffs, os Rangers anotaram 59 corridas e 17 home runs em 11 partidas.  Essas marcas foram, de longe, as melhores do campeonato.  Os Giants anotaram 30 corridas e bateram 8 home runs em 10 jogos.

Previsão:

Cliff Lee estará no montinho para os Rangers no jogo 1.

Eu acho que os arremessadores dos Giants têm tudo pra ter sucesso contra os rebatedores dos Rangers.  Afinal, eles têm jogado bem contra todo mundo.  Mesmo assim,  acho que Cliff Lee vai dominar os jogos 1 e 5.  Entre jogadores com pelo menos 5 jogos como titular na carreira nos playoffs, Lee tem o terceiro melhor ERA (1,26).  Apenas Sandy Koufax e Christy Matthewson cederam menos corridas por 9 entradas.  Lee soma 7 vitórias e nenhuma derrota em sua vida nos playoffs.  Além dos jogos 1 e 5, uu também acho que os Rangers têm tudo pra ganhar de Madison Bumgarner e Jonathan Sanchez.

Uma vantagem dos Giants é ter o mando de campo.  É muito difícil vencer em San Francisco e acho que os Giants vencem se acontecer o jogo 7.  Porém, acho que isso não será necessário.  Rangers em 6.

E para você? Quem leva?



Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 6 de outubro de 2010 MLB - Beisebol | 12:51

A PÓS-TEMPORADA DA MLB CHEGOU! O POLVO PAULO ANALISA E PREVÊ A PRIMEIRA RODADA

Compartilhe: Twitter

LIGA AMERICANA

TAMPA BAY RAYS X TEXAS RANGERS

Essa série promete ser fantástica.  Nenhuma das equipes chegou a reta final jogando muito bem, mas venceram suas respectivas divisões.  Os Rays venceram a Leste pela segunda vez nos últimos 3 anos, e os Rangers venceram a Oeste pela primeira vez desde 1999.  O melhor jogador do Tampa, Evan Longoria, perdeu alguns jogos no final da temporada mas parece estar pronto pra fazer um estrago nos playoffs.  A situação é mais incerta para a grande estrela dos Rangers, Josh Hamilton.  Ele perdeu basicamente o mês de setembro inteiro com fraturas em duas costelas.  Hamilton teve o melhor aproveitamento da MLB e é candidato a vencer o prêmio de MVP.  Se ele não estiver 100%, isso pode complicar a vida dos Rangers.

Ambas equipes têm um excelente bullpen com closers ótimos (Neftali Feliz dos Rangers e Rafael Soriano no Tampa).  As duas rotações são fortíssimas e o confronto do jogo 1 entre David Price e Cliff Lee vai ser de tirar o fôlego.  Price é candidato a vencer o Cy Young depois de vencer 19 jogos esse ano.  Lee perdeu 3 jogos pro Tampa em 2010, mas eletrizou nos playoffs de 2009.  O arremessador ganhou 5 e não sofreu nenhuma derrota ajudando os Phillies a chegarem a World Series.

Expectativa de uma boa série!

Previsão: Rays em 4.

NEW YORK YANKEES X MINNESOTA TWINS

Nenhuma dessas equipes chega aos playoffs com a “bola cheia”.  Os Twins ficarão sem Justin Mourneau pelo restante do ano e tiveram alguns problemas de saúde com Joe Mauer que ficou 10 dias parado.  Mesmo assim, os Twins venceram a divisão pela sexta vez nos últimos 9 jogos e têm o mando de campo na primeira rodada contra o atual campeão, que entrou como Wild Card.  Minnesota tem sofrido muito nos playoffs perdendo 16 dos últimos 19 jogos.  Contra Nova Iorque, o negócio fica pior ainda. As equipes se enfrentaram na primeira rodada em 2003, 2004 e 2009.  NY somou 9 vitórias e apenas duas derrotas ao vencer as três séries.

Esse ano pode ser diferente.  A rotação titular dos Yankees não vem jogando bem há algum tempo e esse pode ser o fator decisivo da série.  Andy Pettitte perdeu dois meses por causa de contusão e desde sua volta, não tem arremessado bem.  Ele começará o jogo 2.  Phil Hughes venceu 10 dos primeiros 11 jogos dele no ano, mas diminuiu bastante a marcha depois do All-Star Break.  AJ Burnett está fora da rotação titular depois de um ano fraquíssimo.

A rotação dos Twins tem jogado muito bem.  A grande preocupação, entretanto, é o trabalho recente de Francisco Liriano.  Ele vai começar o jogo 1 contra o Sabathia.  Nos últimos 3 jogos, ele não venceu e cedeu 5 home runs.  Carl Pavano, que venceu apenas 9 vezes em 4 anos com os Yankees, começa a partida #2.  Pavano teve um grande ano com 17 vitórias em 2010.

Estou esperando uma grande série e acho que teremos 5 jogos.  Infelizmente pros Yankees, CC Sabathia provavelmente arremessaria um possível  jogo 4. A quinta partida seria em Minnesota onde os Twins venceram 53 e perderam apenas 28.  Sem o CC no quinto jogo, eu acho que ficaria bem mais difícil pros Yanks.

Previsão: Twins em 5

LIGA NACIONAL

CINCINNATI REDS X PHILADELPHIA PHILLIES

Um confronto interessante no papel.  Os Reds estão na pós-temporada pela primeira vez desde 1995.  Após sofrer por 9 temporadas consecutivas com mais derrotas do que vitórias, o torcedor do Cincinnati finalmente tem um gostinho do sucesso.  Os Reds terminaram com o melhor ataque da Liga Nacional e têm uma excepcional defesa.

Os Phillies têm a melhor campanha da MLB e pegaram fogo no mês de setembro.  Além de ter um grande ataque com Utley, Howard, Werth, Rollins, etc. a equipe tem a melhor rotação titular dos playoffs.  Roy Halladay venceu 21 jogos, Roy Oswalt tem 4 vitórias e nenhuma derrota em sua carreira nos playoffs e Chase Utley foi eleito o MVP da final da liga Nacional e World Series em 2008.  Boa sorte Reds!

Cincinnati não tem a rotação titular e nem o bullpen pra competir com o poderoso Philadelphia.  O torcedor dos Reds vai comemorar uma vitória no jogo 3.  Depois disso, o gostinho do sucesso vai amargar.

Previsão: Phillies em 4

Atlanta Braves x São Francisco Giants

Derek Lowe, Tommy Hanson e Tim Hudson contra Tim Lincecum, Matt Cain e Jonathan Sanchez.  Esses são os arremessadores titulares dessa série.  Será que alguém vai anotar alguma corrida!?

Fazia tempo que as duas equipes não participavam dos playoffs.  Atlanta desde 2005 e os Giants desde 2003.  As equipes se enfrentaram 7 vezes nessa temporada com os Braves levando a melhor 4 vezes.  O interessante é que os dois ataques não fizeram nada.  Atlanta teve um aproveitamento de 23,3% e os Giants 19,7% no bastão.  Atlanta vai jogar sem Chipper Jones e Martin Prado, que teve a melhor temporada da carreira no bastão.  Isso pode afetar os Braves.

Vai ser difícil pra qualquer um dos times anotar corridas, especialmente pro Atlanta.  Em setembro, os Giants tiveram uma sequencia de 18 jogos consecutivos sem ceder mais que 3 corridas numa partida.  Isso não acontecia na MLB desde 1917!  O bullpen dos Giants é o segundo melhor da MLB e Brian Wilson foi o melhor fechador da liga esse ano.  Além disso, o “ace” dos Braves, Tim Hudson, foi utilizado na última série da temporada regular e só vai arremessar o jogo 3.  Isso vai pesar!

Previsão: Giants em 5

Autor: Tags: , , , , , ,

sábado, 25 de setembro de 2010 MLB - Beisebol | 23:39

YANKEES COM MUITOS PROBLEMAS ENQUANTO TWINS, GIANTS E PHILLIES INSPIRAM CONFIANÇA.

Compartilhe: Twitter

Mais uma semana e muita coisa acontecendo na MLB.  Vamos analisar algumas coisas que chamam bastante atenção.

O MINNESOTA TWINS GARANTE A DIVISÃO PELA SEXTA VEZ NOS ÚLTIMOS NOVE ANOS.

Twins comemorando o título da divisão central.

Cuidado com os Twins.  Mesmo sem o Justin Mourneau, que está machucado, o time está jogando muito (os Twins não perdem quando ele tá fora do lineup, é a coisa mais bizarra).   Jim Thome, aparentemente, tem bebido da fonte da juventude e o grupo está pronto pra chegar com tudo nos playoffs.  Os Twins começaram o dia com a melhor campanha na Liga Americana e esperam ter o mando de campo nos playoffs.

Duas coisas que chamam bastante atenção.  Primeiro, a rotação titular está sensacional.  Francisco Liriano (14 vitórias e 8 derrotas) está escalado pra começar o Jogo 1 da primeira fase.  Carl Pavano, está numa ótima temporada e vai no jogo 2.  Uma peça chave pode ser Brian Duensing e suas 10 vitórias e 2 derrotas.  Enfim, os Twins sempre vacilam nos playoffs porque nunca têm grandes arremessadores na rotação titular. Esse ano será diferente.

Segundo, o bullpen não sofreu nada sem o Joe Nathan.  Nathan era líder da MLB desde 2004 em saves antes de se machucar.  Com um bom trabalho de Jon Rauch e a aquisição de Matt Capps, o bullpen vai muito bem muito obrigado.  Minnesota perdeu 16 dos últimos 19 nos playoffs mas eu estou sentindo que Minnesota vai incomodar e muito esse ano.

A ROTAÇÃO TITULAR DO SÃO FRANCISCO GIANTS É DE OUTRO PLANETA.

Tim Lincecum está jogando muito!

Nem eu, meu pai, ou seu avô testemunharam a última vez que um time teve uma sequência de 18 jogos sem ceder mais do que três corridas num jogo.  Hello Giants 2010!!!!  Ontem, a equipe venceu o Colorado Rockies por 2 a 1 e no processo, alcançou essa marca histórica.  A última vez que um time teve tal sequência foi em 1917, quando o Chicago White Sox conseguiu 20. Se o seu avô tem perto de 105 anos e morava em Chicago na época, sorry, ok?  Tim Lincecum (arremessou bem pelo quinto jogo seguido) e os Giants estão simplesmente atropelando.

A equipe está empatada com o San Diego Padres na classificação da divisão oeste.  O time precisa continuar com a boa fase pra chegar aos playoffs.

PHILADELPHIA AMA SETEMBRO

Os Phillies estão com pinta de campeões

Com a vitória de ontem, o Philadelphia chegou a 19 vitórias no mês de Setembro.  São apenas 4 derrotas.  Esse é o sexto ano consecutivo que os Phillies vencem pelo menos 17 jogos em Setembro (os times que enfrentam o Philadelphia ficam cantando aquela música do Green Day “wake me up, when September ends..”).    Philly,  pra mim, é de longe o time mais equilibrado da MLB, hoje.  A rotação titular está simplesmente fantástica desde que  Roy Oswalt chegou.  Se eu tivesse que apostar em um time nos playoffs eu apostaria nos garotos da Philadelphia.  Hello Oswalt e Halladay nos playoffs!

TEXAS RANGERS FINALMENTE CHEGA AOS PLAYOFFS.

Finalmente, uma comemoração em Texas.

Pela primeira vez desde 1999, os Rangers podem festejar.  Com um excelente closer (e que temporada do engraçadinho do Neftali Feliz), possivelmente a melhor rotação titular da história do clube e um grande ataque, os Rangers garantiram a divisão oeste.  O time venceu o Oakland Athletics hoje por 4 a 3 pra carimbar seu passaporte aos playoffs.

O fato é que eu acho que Texas é o time com menos chances na Liga Americana.  O motivo é simples: Josh Hamilton está com duas costelas quebradas e não joga desde o dia 4 de setembro.  Ele tentará voltar pros últimos dois ou três jogos da temporada regular pra tentar se preparar pros playoffs.  Desculpa, mas é muito difícil fazer um swing com costelas quebradas.  Eu não vejo ele fazendo uma grande diferença nos playoffs.  Espero estar errado.

AS COISAS PRECISAM MUDAR, E RÁPIDO, EM NOVA IORQUE

Andy Pettitte reage depois de ceder um home run ao Jed Lowrie dos Red Sox.

Os Yankees estão em apuros.  Depois de sofrer sua quarta derrota consecutiva no Yankee Stadium, o torcedor deveria estar bastante preocupado.  Nos últimos 4 jogos, a equipe cedeu 34 corridas.  O Bullpen tá ruim e a rotação titular pior ainda.   CC Sabathia, AJ Burnett, Andy Pettitte e Ivan Nova perderam durante essa sequência.

Sabemos que os Yankees têm um ataque superior aos demais da liga.  Nos últimos dois dias, os Yankees bateram um total de 8 home runs!  Foram duas goleadas né? É…pro Boston Red Sox!! Os Red Sox venceram pelos placares de 10 a 8 e 7 a 3.  Andy Pettitte, que está de volta depois de ficar dois meses fora por contusão, cedeu 7 corridas no primeiro jogo!  Pettitte foi determinante na conquista do título do ano passado.  Ele precisa voltar a ser aquele jogador!  Os Yankees gostariam que ele começasse o jogo 2 da primeira rodada dos playoffs.  Se ele continuar assim, esquece.  No segundo jogo contra os Red Sox, quem levou um sacode foi o Ivan Nova.  Nova cedeu quatro corridas.  O Bullpen cedeu mais três, incluindo uma do Joba Chamberlain (um peça importante pros Yankees).  E por falar em Chamberlain, ele não assusta absolutamente ninguém. Sorry.

Com Pettitte voltando de contusão, Phil Hughes, AJ Burnett e Ivan Nova mostrando muita inconsistência, os Yankees vão precisar de muito ataque pra vencer mais um título.  Isso pode acontecer, mas é difícil.  Os times com os melhores arremessadores ganham nos playoffs.  Infelizmente pros Yankees, o momento é muito ruim em relação a isso.

E aí?  Ainda acreditam em mais um títulos dos Yankees?

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 3 de agosto de 2010 MLB - Beisebol | 00:13

MUITO MAIS QUE UMA “POSEY”

Compartilhe: Twitter

Sai da frente que tem um calouro que está numa missão.  A criança está em modo “atropelador” e o negocio está perigoso para os arremessadores da Liga Nacional.  Quem diria que Buster Posey, jogador que nem começou o ano na liga principal do beisebol (ele subiu para a MLB no dia 29 de maio) estaria carregando o ataque do São Francisco Giants?   É uma surpresa que vem na hora “H” para um time que é muito mais conhecido pelo que faz no montinho do que no bastão.

O mês de julho foi uma benção para os Giants e especialmente Buster Posey.  O calouro foi líder da ML B em rebatidas (43) e o terceiro melhor em aproveitamento (41,7%) e corridas impulsionadas (24).  O número de rebatidas foi a melhor marca em qualquer mês por um primeiro anista na história dos Giants.  Posey também bateu 7 Home Runs, empatando a melhor marca de um calouro dos Giants  (em 1977, Jack Clark bateu 7 num mês).   A última vez que um jogador do clube conseguiu pelo menos 40 rebatidas num mês foi em 2000 (Randy Winn conseguiu 46).  Enfim, falar que Buster Posey já é candidato a vencer o prêmio de calouro do ano seria pouco.  E outra, já podemos fazer um comparativo da temporada que Posey está tendo com aquela magnífica de Ryan Braun em 2007.  Braun subiu para a Major League no dia 24 de maio daquele ano e acabou sendo a grande surpresa da temporada.  Ele terminou com 34 Home Runs e venceu o prêmio de calouro do ano.  Seria esse o destino de Posey?

Os Giants venceram 20 jogos e perderam 8 em Julho.  O ataque foi o segundo melhor da MLB com 149 corridas.   Além de Posey, Andres Torres e Aubrey Huff também vivem boas fases no bastão.  Hoje a equipesoma 61 vitórias contra 45 derrotas, a melhor campanha do time desde 2004.  Se os playoffs começassem hoje, SF estaria classificado.

Eu sinceramente acho que o grupo de arremessadores dos Giants não perde pra ninguém.  Obviamente o time não vai manter o ritmo ofensivo de julho. Mesmo assim, eu acredito que “San Fran” tem tudo para chegar aos playoffs e fazer barulho.  Se o ataque mostrar consistência (o time tem 49 vitórias e 8 derrotas quando o ataque anota pelo menos 4 corridas) e os arremessadores continuarem lançando bolinhas de fogo, essa pode ser a primeira aparição do clube na pós-temporada desde 2003.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 7 de abril de 2010 MLB - Beisebol | 12:52

Fogo de palha?

Compartilhe: Twitter

Mais uma vitória do San Francisco Giants, agora com grande atuação de Barry Zito (foto Getty Images). É cedo demais pra qualquer análise definitiva, mas já deu pra ver que os pitchers da equipe não perderam o jeito. O ataque continua engasgado, mas jogadores como Mark DeRosa e Aubrey Huff começaram bem o ano. Ontem, nos 3 a 0 sobre o Astros, até Zito conseguiu uma rebatida. Será apenas uma boa fase?

Já o Yankees fez a sua parte, venceu a primeira na temporada e igualou a série com o Red Sox, em Boston. O time de NY pelo menos impede que se repita a vergonhosa série de oito derrotas para o rival nos oito primeiros confrontos de 2009. Na vitória de ontem por 6 a 4, o Yankees balanceou o ataque e teve só um HR, explorando bem o “green monster” e as dimensões do Fenway Park.

Rockies e Mariners, candidatos a surpresa na temporada, foram derrotas e têm 50% de aproveitamento. E o Twins, que fez 5 a 3 no Angels, contou com o primeiro homer de Joe Mauer na temporada. Quem deixou a desejar foi Hideki Matsui, sem nenhuma rebatida válida em três tentativas no bastão. O japonês, MVP das World Series de 2009, tem 28,6% de aproveitamento na temporada.

Pra hoje, um bom jogo é Pirates x Dodgers. Boa chance de ver a promissora equipe de Pittsburgh contra o experiente time de Los Angeles. Ainda tem o fechamento da série Red Sox x Yankees e Angels x Twins pela terceira vez.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 23 de março de 2010 MLB - Beisebol | 09:16

Cincinnati Reds

Compartilhe: Twitter

O Reds é um time em ascensão. Embora acumule nove temporadas perdedoras, a equipe tem melhorado o desempenho desde 2008, sobretudo no que diz respeito aos arremessadores. Com uma rotação jovem e promissora, a tendência é que a situação melhore ainda mais em 2010.

A ausência do lesionado Edinson Volquez no início da temporada certamente prejudica o Reds, mas há uma compensação: o retorno de Aaron Harang, que teve a temporada de 2009 interrompida devido a uma apendicite.

Além da boa rotação, o bullpen também é forte. Foi o terceiro melhor de 2009 em ERA, atrás apenas de Dodgers e Giants. E, embora não seja o sujeito mais apropriado para comandar um grupo de jovens, Dusty Baker é um técnico experiente e capacitado para formar equipes vencedoras.

Mas nem tudo são flores pelos lados de Cincinnati. Se a defesa vai bem, o ataque precisa melhorar. E muito disso passa por Joey Votto (imagem Getty Images), o segundo melhor rookie da Liga Nacional em 2008. Após entrar em depressão pela morte do pai, em 2009, o 1B de 26 anos tem tudo para jogar a melhor temporada de sua carreira. Jay Bruce e Ramon Hernandez, também recuperados de contusão, são outros acréscimos importantes.

Basicamente, a boa temporada do Reds vai depender do departamento médico. Se ele permanecer vazio ao longo da temporada, o time pode até incomodar os favoritos da Liga Nacional. Se os doutores tiverem que trabalhar como em 2009, o futuro do time ficará guardado para 2011.

Opinião de um adversário
“O Reds tem arremessadores capazes de fazer barulho na divisão, mas é improvável que o elenco e o ataque segurem as pontas a temporada inteira”

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 17 de março de 2010 MLB - Beisebol | 21:12

San Francisco Giants

Compartilhe: Twitter

Já começaram a pipocar na imprensa norte-americana as comparações entre o atual time do Giants e o Dodgers de 1959 a 66, que tinha uma rotação fortíssima e venceu as World Series três vezes no período. Por enquanto, porém, há uma grande diferença entre os dois: títulos.

Outra diferença a ser considerada é o ataque. Aquele Dodgers tinha uma ofensiva suficientemente boa para ser campeão, e este Giants sequer tem ataque. Pra ter uma ideia, só cinco ‘franciscanos’ tiveram mais de 50 RBI’s em 2009, e três deles foram embora: Bengie Molina, Juan Uribe e Randy Winn.

Se o ataque deixa muito a desejar, os arremessadores do Giants são potentíssimos e podem garantir vitórias e mais vitórias. Não é exagero dizer que o time tem a melhor rotação da liga. O símbolo dessa rotação é o jovem Tim Lincecum (foto Getty Images), líder de strikeouts em 2009, com 261, e futuro membro do Hall da Fama.

No ataque, a esperança é Buster Posey, catcher que tem sido comparado a Joe Mauer e terá a primeira chance como titular neste ano, após a saída de Bengie Molina. Se ele funcionar, o Giants ganha uma importante arma ofensiva, embora o jogador precise evoluir defensivamente. Se não der certo, talvez ganhe a companhia de um veterano ao longo da temporada.

Também é preciso ver como o time vai reagir à saída do experiente Randy Johnson, que se tornou uma espécie de conselheiro dos demais jogadores e fez muita gente render além do esperado em 2009.

O Giants é um time para o futuro, embora a realidade já anime os torcedores. Basicamente, depende de reforços ofensivos para fazer frente a Cardinals e Phillies na Liga Nacional. E isso não deve acontecer em 2010. Infelizmente…

Opinião de um adversário
“Arremessos, arremessos e mais arremessos. É disso que se trata o Giants. E são arremessos bom demais!”

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última