Publicidade

Posts com a Tag Ryan Braun

quinta-feira, 21 de abril de 2011 MLB - Beisebol | 19:42

EXTENSÃO DE CONTRATO DE RYAN BRAUN É UM BOM SINAL PARA A MLB

Compartilhe: Twitter

O Milwaukee Brewers acaba de estender o contrato de Ryan Braun. O jogador é um de 5 da história da liga a bater 125 ou mais home runs e ter um aproveitamento de pelo menos 30% no bastão nos 4 primeiros anos na liga. Braun ficará em Milwaukee até 2020. Ele assinou um contrato de 8 anos 45 milhões de dólares em 2008. A extensão é de 2015 a 2020 por um valor de 21 milhões anuais.

Pode parecer apenas mais uma contratação, mas na minha opinião a transação prova que os times de mercados pequenos estão começando a crescer! Sempre foi que os times com mais dinheiro contratavam os melhores talentos. Ainda e assim mais hoje temos algumas exceções. Isso é muito positivo. Se fosse 3 ou 4 anos atrás, Milwaukee teria pequenas chances de pagar um jogador do calibre de Braun. Joe Mauer, que renovou com os Twins em 2010, é outro bom exemplo. Mauer vai ganhar  23 milhões anuais nas próximas 8 temporadas com os Twins. Uns 10 anos atrás, Minnesota tinha uma das menores folhas de pagamento da liga. Os Brewers foram terríveis por umas 15 temporadas seguidas e agora estão conseguindo se reerguer. Os Rockies passam por um momento bom. Eles renovaram com Troy Tulowitzki e Carlos Gonzalez, dois atletas que estão prontos pra se tornarem grandes estrelas. Hoje, Colorado tem a melhor campanha da MLB. É obvio que ainda fica difícil competir com times como os Yankees (equipe que tirou o CC Sabathia dos Brewers em 2009), mesmo assim fico aliviado de ver que times pequenos agora têm a possibilidade de renovar com alguns de seus grandes talentos. Eu sei que a grande maioria de times como o Pittsburgh Pirates ou Kansas City Royals simplesmente nao tem o cacife pra pagar os melhores jogadores. Mesmo assim vejo uma luz no final do túnel.

Lembra do inicio dos anos 2000? O Oakland A´s era um dos times mais populares da liga. Com Tim Hudson, Barry Zito e Mark Mulder nos arremessos e Jason Giambi batendo basebolas para todos os lados, o time era muito competitivo. Infelizmente, por jogar num mercado pequeno, o clube nao conseguiu renovar com nenhum desses jogadores que acabaram indo embora. Os A’s nunca mais foram os mesmos. Parece injusto e é uma pena, mas essa é a realidade do jogo.

Por isso que é muito gratificante vermos pequenos mercados como Minnesota, Milwaukee e Colorado conseguir colocar a grana necessária na mesa pra formar times competitivos. Se isso continuar, a MLB vai ficar cada vez melhor.

Concorda?

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 23 de março de 2010 MLB - Beisebol | 16:56

Milwaukee Brewers

Compartilhe: Twitter

Após se aproximar dos playoffs em 2008, o Brewers fez no ano seguinte o que todos esperavam: regrediu. Apesar de ter anotado 785 corridas em 2009, terceira melhor marca da Liga Nacional, os arremessadores não seguraram as pontas, e a vaga na pós-temporada ficou distante. A expectativa agora é de melhora, mas, provavelmente, não o bastante.

Ofensivamente, os méritos são de Prince Fielder (foto Getty Images) e Ryan Braun, uma dupla afiada que pode ser desfeita no meio da temporada. Fielder, rival de Albert Pujols pelo título de MVP, estará livre em 2011, e a equipe pode tentar trocá-lo antes disso.

Defensivamente, o time é frágil, culpa de uma rotação de arremessadores que deixou a desejar em 2009 e comprometeu toda a produção ofensiva. Disposto a amenizar o problema, o general manager Doug Melvin ofereceu um salário alto a Randy Wolf (US$ 29,75 milhões por 3 anos), que agora precisa mostrar serviço de qualquer jeito.

Além de Wolf, uma esperança é a redenção de Jeff Suppan e Manny Parra, que tiveram desempenhos esquecíveis no ano passado. Mesmo o jovem Yovani Gallardo, principal arremessador do time, teve um ano apenas razoável, com 13 vitórias, 12 derrotas e ERA de 3,73. Outra aposta é Rick Peterson, treinador de arremessadores que obteve sucesso no A’s e no Mets e tem a missão de ajeitar a casa.

Aparentemente, o Brewers espera um milagre. Com folha salarial de US$ 80 milhões, a equipe poderia muito bem ter investido melhor em arremessadores para apoiar um ataque poderosíssimo. Preferiu contar com a recuperação de jogadores inconstantes. A perspectiva não é das melhores.

Opinião de um adversário
“No caso deles, tudo acaba voltando à questão dos arremessadores titulares. É preciso uma melhora dramática para que tenham alguma chance de competir”

Autor: Tags: , , , , , , , , ,