Publicidade

Posts com a Tag New York Jets

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011 NFL - Futebol Americano | 20:07

O QUE APRENDEMOS DA SEGUNDA RODADA DOS PLAYOFFS DA NFL

Compartilhe: Twitter

Mais uma rodada dos playoffs, e mais jogos emocionantes.  Aqui estão algumas das coisas que eu tirei de cada jogo.

NFC

Bears 35 – Seahawks 24.

Matt Forte está jogando muito.

Chicago Bears –

Estabelecer o jogo terrestre tem sido o plano de ataque dos Bears.  No início da temporada, o coordenador ofensivo Mike Martz,  buscava o passe antes da corrida.  Isso colocou Jay Cutler em situações complicadas e mostrou a fraqueza da linha ofensiva, que não é boa protegendo o quarterback.  Contra os Seahawks, os Bears correram 45 vezes (176 jardas) e passaram apenas 28.   Esse novo conceito vem sendo explorado há algum tempo e é imprescindível para o sucesso dos Bears daqui pra frente.  A linha ofensiva dos Bears cedeu 3 sacks contra Seattle.  Se Jay Cutler tiver que lançar 40 bolas contra os Packers, ele será engolido.

Seattle Seahawks

Os Seahawks precisam de mais um grande wide receiver.  Mike Williams teve uma grande temporada, mas esse ataque precisa de mais velocidade.  Brandon Stokely é um ótimo wide receiver número 3.  Mike Williams é um 2.  Eu gostaria de ver os Seahawks irem atrás de uma fera, com muita velocidade que possa ser um verdadeiro número 1.

Packers 48 – Falcons 21.

Jordy Nelson anota um TD contra os Falcons.

Packers

Esse time está em perfeita sintonia, defensivamente e ofensivamente.  Aaron Rodgers é a verdade, meus amigos.  Não tem nada de falso nesseesse rapaz.  Ele é o cara!  Arod acertou 31 de 36 passes contra um time que perdeu apenas 3 jogos durante a temporada inteira.  Defensivamente, Os Packers estão dominando.  A secundária e o grupo de linebackers estão confundindo quarterbacks com blitz exóticos e roupando bolas com muita frequência.  Matt Ryan (QB dos Falcons) teve uma grande temporada regular, mas cometeu vários erros (duas interceptações, uma retornada pra touchdown, e um fumble) contra Green Bay.

Uma coisa que preocupa, é o trabalho dos especialistas.  Os Falcons retornaram um kickoff pra touchdown, e agora Devin Hester dos Bears (o melhor retornador da história desse planeta) está no aguardo.  Hester já retornou um punt pra TD contra Green Bay nessa temporada. Cuidado!

Falcons

Os Falcons precisam de um running back com bastante velocidade com a habilidade de anotar touchdowns longo.  Atlanta tem o Michael Turner, mas esse não é o estilo dele.  Um RB pra entrar em situações de terceiras- descidas que possa receber um passe curto e levar a bola pra End Zone, seria muito bem vindo.  Além disso, os Falcons (desesperadamente) precisam de um wide receiver pra complementar o Roddy White (líder da NFL em recepções esse ano).  Michael Jenkins não é a resposta!  Eu sei que ele perdeu alguns jogos nessa temporada por causa de contusão, mas mesmo assim.  Se eu fosse Atlanta, eu iria atrás de um wide receiver nas duas primeiras rodadas do próximo draft.

AFC

New York Jets 28,  New England Patriots 21

Drew Coleman com o sack em cima do Tom Brady.

New York Jets

Rex Ryan é o cara!  Ele falou, falou e depois falou mais um pouco a semana inteira que antecipou o jogo contra New England.  Os Jets tinham perdido por 42 pontos em New England durante a temporada regular.  Poucos esperavam uma vitória do NYJ, e eles foram lá e chocaram todo mundo.

O que mais me impressionou foi o modo no qual os Jets conseguiram dominar o ataque dos Patriots.  New York vinha de uma vitória emocionante contra o Indianapolis Colts, na qual Peyton Manning conseguiu apenas um TD.  Os Patriots somaram uma media de 37 pontos por partida na segunda metade da temporada, e muitos acreditavam que o ataque de Tom Brady era imparável.    NYJ foi lá e confundiu Tom Brady a tarde inteira!  Os Jets conseguiram 5 sacks, fizerem um ótimo trabalho disfarçando formações defensivas, e mesmo quando Tom Brady teve tempo pra lançar, a secundária dos Jets estava preparada.  Sabíamos que Rex Ryan era um grande treinador defensivo.  Agora, ninguém esperava performances sensacionais da defesa  em semanas consecutivas contra Manning e Brady. Uau!

New England Patriots

É quase inexplicável mas a derrota contra os Jets foi a terceira seguida dos Patriots em playoffs.  New England geralmente domina em Janeiro, mas parece que as coisas estão mudando. A impressão que passa é que o time, que geralmente é extramente disciplinado, esta começando a sentir a pressão da pós-temporada.  New England cometeu vários erros bestas contra os Jets.  A equipe não conseguiu converter um fake punt chamado por Bill Belichick, houve faltas, Alge Crumpler deixou um TD claríssimo cair no chão, Tom Brady foi interceptado (foram 4 no ano inteiro) e sofreu um fumble.  Enfim, New England não parecia preparado pro jogo.  Estranho, né?

Pittsburgh Steelers 31, Baltimore Ravens 24

Big Ben comemora o TD.

Steelers

Big Ben é o cara nos playoffs!  Esse jogador não foge de nada.  É por isso que ele venceu os últimos 6 confrontos contra os Ravens.  Ele simplesmente não se intimida.  Por toda sua garra, coragem, qualidade de liderança e talento, seria difícil escolher outro quarterback que eu gostaria de ter no meu time nos playoffs.  Baltimore sacou o Ben Roethlisberger 6 vezes na partida. Terrell Suggs conseguiu 3.  Mesmo assim, Ben se levantava e continuava martelando.  Isso é admirável.  Joe Flacco e o ataque dos Ravens sumiram no segundo tempo sobe a pressão da defesa do Pittsburgh.  Ben cresce quando a adversidade aumenta, e é esse o tipo de QB que é preciso pra levar um time ao título.

Ravens

Baltimore ainda está atrás do Pittsburgh Steelers.  A rivalidade, hoje, é a mais quente da NFL mas ficou claro que os Ravens ainda são o “caçula” nessa batalha.  Eu jamais tinha visto os Ravens se intimidarem numa partida de playoffs.  No sábado, eu senti isso.  Os erros no segundo tempo (o time vencia por 21 a 7 no intervalo) viraram uma bola de neve, ou melhor, uma avalanche. Ray Rice sofreu seu primeiro fumble do ano, Joe Flacco teve uma interceptação infantil, Anquan Boldin deixou um touchdown claro escapar.  O negócio foi feio.  Baltimore somou apenas 126 jardas.   Joe Flacco jamais venceu um confronto contra o Ben Roethlisberger (6 derrotas).  Os times  são muito parecidos, mas parece óbvio que, psicologicamente, os Steelers têm a vantagem.

O que acham?  O que mais mexeu com você nessa rodada?

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

terça-feira, 11 de janeiro de 2011 NFL - Futebol Americano | 19:12

O QUE MAIS CHAMOU A ATENÇÃO NA PRIMEIRA RODADA DOS PLAYOFFS DA NFL

Compartilhe: Twitter

Uau! Mais um ano de playoffs da NFL e mais um ano de jogos emocionantes.  Isso nunca fica chato.  É impressionante.  A primeira rodada começou com o “pé direito.” Grandes surpresas, jogadas inusitadas e 3 partidas que foram decidas no finalzinho do quarto período.  Vamos dar uma olhada no que mais impressionou nos quatro jogos da rodada.

Seattle Seahawks 41, New Orleans Saints 36


Tudo!  Exatamente, tudo.  O jogo foi 60 minutos de pura surpresa.  Nenhum analista que acompanhou a temporada da NFL, apostou nos Seahawks.  Não tinha como. New Orleans era muito superior.  Mas, porém, contudo, entretanto e todavia OS SEAHAWKS VENCERAM.  Incrível.  Os Saints tinham cedido 13 touchdowns aéreos durante a temporada inteira. Matt Hasselback lançou para 4.  Os Seahawks não tiveram um corredor passar da marca das 100 jardas em 2010.  Marshawn Lynch correu para 131 e anotou a corrida, para touchdown, mais longa da história dos Seahawks nos playoffs (67 jardas).  Não há dúvida que New Orleans sentiu a ausência do safety Malcom Jenkins.  Jenkins foi o melhor jogador da secundária dos Saints esse ano, e Matt Hasselback aproveitou sua ausência e queimou New Orleans com vários passes profundos.  Os Seahawks se tornaram o primeiro time a vencer um jogo de playoffs depois de ter uma campanha negativa (7 e 9) durante a temporada regular. 

Green Bay Packers 21, Philadelphia Eagles  16.


A verdade é que eu não fiquei surpreso com nada que aconteceu nesse jogo.  Eu, sinceramente, acreditava numa vitória dos Packers e numa boa performance defensiva de GB.  Eu vejo nesse time de Green Bay, traços do Pittsburgh Steelers de 2005.  Naquele ano, os Steelers se tornaram o primeiro cabeça de chave número 6 a vencer um Super Bowl.  Pittsburgh usou uma defesa sufocante e um ataque eficiente pra ganhar o título.  Acredito que Green Bay tenha a mesma chance em 2010.

A defesa está em fase excepcional.  Michael Vick correu para apenas 33 jardas.  Quando Vick corre, Philadelphia vai bem.  Caso contrário, o ataque sofre.  Os Packers estão confundindo os adversários com várias formações de blitz e a secundária está marcando muitooooo.  O Atlanta Falcons que se cuide.

[atualizando: James Starks foi a surpresa do jogo para o ataque dos Packers.  O calouro (selecionando na sexta rodada) correu para mais de 120 jardas e foi um fator crucial para o sucesso do ataque]

Baltimore Ravens 30, Kansas City Chiefs 7


O profissionalismo, a raça e o jeito que o Baltimore Ravens joga fora de casa nos playoffs, me impressionam.  Baltimore simplesmente demoliu o Kansas City Chiefs.  Eu comparo os Ravens com uma jiboia-constritora.  A constritora, é uma cobra que se enrola na presa e aos poucos vai apertando sua vitima até ela perder o ar e morrer asfixiada.  Os Ravens fazem a mesma coisa.

O time, não tem um quarterback que lance para 400 jardas ou um Wide Receiver que receba 8 passes para 200 jardas.  O ataque não é dos mais dinâmicos, nem o mais bonito de assistir.  Mesmo assim, ele dá resultados.  A defesa, vai chupando a vida dos adversários com seu poder de intimidação e habilidade de conseguir turnovers.  Os Chiefs sofreram 5 turnovers depois de cometerem apenas 14 durante a temporada regular.  Isso poderia ser surpreendente, mas não é.  Os Ravens crescem nos playoffs, e não se intimidam com ninguém.

New York Jets 17, Indianapolis Colts 16.


Eu sei que o Darrelle Revis é bom.  Na verdade, ele é o melhor cornerback da NFL.  Mas…uma recepção para uma jarda de um jogador que agarrou 111 bolas na temporada é difícil de engolir.  Hello, Reggie Wayne.  Aonde que o senhor estava no último sábado??  Com o seu principal alvo sumido do jogo e Dallas Clark e Austin Collie machucados, Peyton Manning teve poucas opções no jogo aéreo.  Pierre Garçon jogou bem, servindo o único TD dos Colts.  Fora ele, Peyton teve que contar com os serviços de Jacob Tamme e Blair White.  Aí fica difícil.  Os Jets têm uma defesa excepcional e Peyton e cia. simplesmente não tiverem o poder ofensivo pra vencer a partida.  E por falar em poder ofensivo, NYJ também não assusta ninguém.  Os Jets conseguiram a campanha da vitória nos últimos segundos e Mark Sanchez fez um passe crucial para posicionar o kicker Nick Folk para o field goal decisivo.  Mesmo assim, Sanchez errou muitos passes, tomou decisões equivocadas e simplesmente não jogou muito bem.  Se NYJ quiser sonhar com uma vitória na próxima rodada contra os Patriots em Foxboro, Mark Sanchez terá de melhorar e muito.

O que acham???  Quem foi o jogador da rodada?  Qual foi seu jogo favorito?  Quero ouvir sua análise.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011 NFL - Futebol Americano | 20:40

PRÉVIA DA PRIMEIRA RODADA DOS PLAYOFFS DA NFL

Compartilhe: Twitter

Os playoffs estão chegando.  Não há nada mais empolgante do que a pós-temporada da NFL, e nesse fim de semana teremos 4 jogos na primeira rodada do torneio.  Está na hora de analisar cada partida.

Seahawks 7-9  x Saints 11-5 , Qwest Field em Seattle.


Pela primeira vez na história da NFL, um time com mais derrotas do que vitórias vence sua divisão (os Browns em 1985 e Chargers em 2008 venceram suas respectivas divisões com 8 vitórias e 8 derrotas).  Seattle perdeu 7 dos últimos 10 jogos, mas mesmo assim conseguiu a classificação depois de vencer o St.Louis Rams no último domingo.  Charlie Whitehurst foi o QB titular substituindo Matt Hasselback, que estava machucado.  A boa notícia é que Hasselback estará de volta para o jogo de sábado.  Eu sei que ele lançou 12 TDs e 17 interceptações nesse temporada.  Mesmo assim, ele tem mais experiência que Charlie boy e dá ao Seattle a melhor chance de vitória.

Os Saints vão pra partida com alguns problemas.  Os dois melhores runningbacks do time, Chris Ivory e Pierre Thomas, não jogam mais esse ano.  Isso vai colocar mais pressão nos ombros do QB Drew Brees.  Os Saints venceram o Super Bowl no ano passado com um ataque equilibrado.  Sem esses dois jogadores, tudo indica que New Orleans vai ter que depender bem mais do passe e isso pode comprometer o ataque.  Eu acreditava que New Orleans poderia repetir o feito do ano passado com um Pierre Thomas saudável.  Sem ele, eu fico bem mais pessimista.

Os Saints não devem ter problemas com o Seattle Seahawks.  A defesa de Seattle é uma das 6 piores da NFL, e o ataque não é muito melhor.  New Orleans possui uma secundária fortíssima com Jabari Greer, Tracey Porter, Roman Harper e Malcom Jenkins e eu não vejo o ataque aéreo do Seattle fazendo alguma coisa. Pra ter alguma chance, acredito que Seattle terá de estabelecer o jogo terrestre e controlar o relógio.  O problema é que o ataque por terra dos Seahawks é o pior da NFL.  A defesa dos Saints é a quarta melhor da liga.  Não vejo nada que eu possa falar que favoreça os Seahawks.

Ofensivamente,  os Saints devem dominar.  Drew Brees e seus wide receivers têm tudo pra fazerem a festa contra a sexta pior secundária da NFL.  Seattle foi muito bem contra o Sam Bradford e os Rams na semana passada.  Parabéns, mas o New Orleans é outro bicho.  Mesmo sem um grande ataque corrido, os Saints vão atropelar.

Previsão: Saints 31, Seahawks 10

Indianapolis Colts 10-6 x New York Jets 11-5, Lucas Oil Stadium em Indianapolis


Peyton Manning teve um jogo incrível (possivelmente, até o melhor de sua carreira) na final da AFC do ano passado contra os Jets.  Ele passou para 377 jardas e lançou 3 TDs contra a melhor defesa da NFL.  Agora, os Jets querem vingança.

Esse ano foi muito difícil para Peyton Manning e os Colts.  A equipe perdeu O Dallas Clark logo no início da temporada, e Austin Collie e Joseph Addai perderam boa parte do ano com contusões.  Sem suas armas principais, Manning lançou 17 interceptações (sexto QB mais interceptado da liga).  Mesmo assim, Indianapolis conseguiu a classificação aos playoffs pelo nono ano consecutivo.

Os Jets, viveram um ano de altos e baixos.  A equipe escapou com vitórias dramáticas contra equipes fracas (Lions, Browns, Texans) e teve derrotas dolorosas (45 a 3 pro New England e 10 a 6 pro Miami).  Mark Sanchez teve um ano meia-boca com 17 TDs e 13 interceptações.  O segundo anista completou apenas 54,7% dos passes, a terceira pior marca entre quarterbacks titulares.

Os Jets vencem quando o ataque terrestre funciona e a defesa domina.  É isso que vai ter que acontecer pra NYJ vencer em Indy.  Se Mark Sanchez tiver que vencer o jogo, eu acho que Nova York ficará numa fria.  Ladainian Tomlinson e Shonn Greene vão ter que assumir controle do jogo.  Defensivamente, eu acho que NYJ tem tudo pra complicar a vida de Peyton Manning.  Os Colts têm apenas um jogador perigosíssimo no ataque.  O nome dele é Reggie Wayne (111 recepções, segunda melhor marca da NFL).  Os Jets têm Darrelle Revis e Antonio Cromartie.  Qualquer um dos dois tem chance de neutralizar Wayne.  Jacob Tamme teve um bom ano substituindo Dallas Clark, mas ele não assusta.  Pierre Garçon jogou bem contra os Jets no ano passado, mas esse ano NYJ estará mais focado em pará-lo. Vai ser complicado.

A boa notícia pros Colts é que o ataque terrestre tem funcionado bem ultimamente.  Joseph Addai está de volta e Donald Brown e Dominic Rhodes têm corrido bem com a bola.  Eu não vejo Indianapolis vencendo NYJ com um ataque unidimensional.   Se Indy conseguir correr para 100 jardas, as chances de vitória aumentam muito.

Quando eu vejo o duelo de Peyton Manning x Mark Sanchez, fica muito difícil apostar contra o Manning.  Ainda não boto fé no Sanchez.  Eu acho difícil vencer o Manning em Indianapolis num jogo de playoffs.  Por isso (sem muita convicção) eu aposto nos Colts.

Previsão: Colts 24, Jets 21


Kansas City Chiefs x Baltimore Ravens, Arrowhead Stadium em Kansas City


Os Chiefs foram uma das grandes surpresas de 2010.  A equipe venceu apenas 4 jogos na temporada passada e e ninguém esperava uma classificação para os Playoffs.  Porém, com o melhor ataque terrestre da NFL, um grande quarterback e uma campanha da 7 vitórias e uma derrota em casa, KC venceu a divisão oeste da AFC pela primeira vez desde 2003.

Os Ravens estão nos playoffs pelo terceiro ano seguido.  Baltimore foi o terceiro time que menos cedeu pontos nessa temporada (16,9).  Ray Lewis continua firme e forte e Terrell Suggs e Haloti Ngata são o pior pesadelo dos quarterbacks adversários.  No ataque, Baltimore teve mais uma forte temporada de Joe Flacco (25 TDs), mas o jogo terrestre teve um ano inconsistente.  Baltimore teve o quinto melhor jogo corrido da NFL no ano passado.  Esse ano, o time desceu para a décima quarta posição.

Esse duelo deve ser muito interessante.  Kansas City vai tentar estabelecer o jogo corrido com Jamaal Charles (segundo melhor corredor da NFL esse ano) e lançar para Dwayne Bowe (líder da NFL com 15 recepções para touchdown) com o passe de play-action.  O clima vai estar muito frio, e quem conseguir correr melhor com a bola, vai ter uma baita vantagem.  É assim que KC tem vencido o ano inteiro.  Matt Cassell tem tido um grande ano, mas eu tenho minhas duvidas se ele é o tipo de jogador que leva o time nos ombros sozinho.  Acredito que ele vá precisar da ajuda do jogo corrido pra KC ter chances.

Joe Flacco já mostrou que consegue vencer em estádios hostis nos playoffs.  Ele já conduziu sua equipe a vitórias em New England, Miami e Tennessee em apenas duas aparições nos playoffs.  Essa experiência vai ajudar muito no sábado.  Os veteranos Ray Lewis e Terrell Suggs crescem muito nos playoffs e a defesa do Baltimore vem com tudo.  Pode contar com Ray Rice tendo uma participação ampla no plano de jogo, e a defesa dos Ravens pressionando Matt Cassell.  Não vai ser fácil, mas Baltimore leva.

Previsão: Ravens 20, Chiefs 17

Philadelphia Eagles x Green Bay Packers, Lincoln Financial Field em Filadélfia.

Esse jogo é imperdível.  Se você tiver alguma coisa programada para domingo, cancele.  Esse daqui você não vai querer perder.

Os Packers chegam aos playoffs em grande fase.  O time tem tido o azar de líder com “n” contusões e isso é uma das razões que GB perdeu 6 jogos.  Nick Barnett, Ryan Grant e Jermichael Finley sofreram graves contusões e estão fora da temporada há muito tempo.  Outros como Aaron Rodgers, Atari Bigby e Mark Tauscher também já perderam jogos.  Enfim, o ano tem sido difícil.  Mesmo assim, a defesa vive um momento especial.  Apenas o Pittsburgh Steelers cedeu menos pontos nessa temporada.  Clay Matthews, Charles Woodson e o resto da retaguarda cederam perto de 10 pontos por jogo nas últimas nove partidas da temporada.  Além disso, o ataque tem Aaron Rodgers (28 TDs e 3,922 jardas).

O ataque do Philadelpia eletrizou a NFL esse ano.  Apenas o San Diego Chargers somou mais jardas do que Michael Vick e Cia.  Lesean Mccoy foi o líder da NFC em jardas e Desean Jackson e Jeremy Maclin sempre estão fazendo touchdowns de 40 a 50 jardas.  Ofensivamente, Philadelphia é de longe o time mais rápido da NFL.  Defensivamente, o time cedeu pelo menos 24 pontos em 5 dos últimos 6 jogos.  A defesa é agressiva e arrisca com muitos blitz.  De vez em quando dá  certo (o blitz), de vez em quando, não.

O duelo deve ser fascinante.  A chave para vencer o Philadelphia é simples: pressionar o Michael Vick.  Vick tem sido bastante pressionado ultimamente e tem uma sequência de 6 jogos seguidos com pelo menos uma interceptação (ele não teve nenhuma nas onze primeiras semanas da temporada).  A defesa dos Packers interceptou Jay Cutler duas vezes na semana passada e permitiu apenas 3 pontos.  Se isso se repetir, Green Bay vence.

Essas equipes se enfrentaram no primeiro jogo da temporada e Aaron Rodgers jogou muito bem na vitória dos Packers por 27 a 20.  Eu vejo isso se repetindo no domingo.  Philly não vem jogando bem  e os Packers veem de uma vitória emocionante na semana passada contra os Bears.  Greg Jennings, Donald Driver e Jordy Nelson serão muito para o Philadelphia.  A defesa dos Packers está pegando fogo e a próxima vítima é Michael Vick.

Previsão: Packers 27, Eagles 20 (de novo)

O que acham?

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

terça-feira, 2 de novembro de 2010 NFL - Futebol Americano | 20:20

RANDY MOSS É UMA VERGONHA

Compartilhe: Twitter

Randy Moss precisa de um psiquiatra.  As notícias envolvendo o jogador vão de mal a pior.  Moss foi dispensado hoje do Minnesota Vikings depois de uma semana conturbada.  Como muitos já sabem, ele professou seu amor a Bill Belichick e o New England Patriots depois da derrota dos Vikes contra seu antigo time domingo em foxborough.  Eu achei isso uma gigante falta de respeito com os Vikings.   Ao ouvir a coletiva, eu sabia que os dias dele em Minnesota estavam contados.  O que eu não sabia, é que tinha mais coisa.

Toda sexta-feira, um restaurante local fornece comida ao CT do Minnesota Vikings.  Todos os jogadores comem juntos num momento de confraternização.  Nessa última semana, o restaurante convidado foi Tinuci´s Restaurant, um estabelecimento pequeno da cidade de St. Paul.  Enquanto os jogadores se preparavam para se servirem do buffet, Moss deixou bem claro que  não gostou da comida.  Num momento de pura grosseria, falta de educação e maldade, Moss envergonhou o time e a si mesmo e declarou em voz alta, “What the [palavrão]! Who ordered this crap?  I wouldn’t feed this to my dog…You know, I used to have to eat this crap, but now I have money.” (Eu quis colocar em inglês para você sentir exatamente o que ele disse.) Traduzindo: “Que [palavrão] é essa?  Quem pediu essa porcaria? Eu  não alimentaria o meu cachorro com isso…Sabe, eu tinha que comer essa porcaria, mas agora eu tenho dinheiro.”

Os jogadores dos Vikings ficaram pasmos.  Gus Tinuci, dono do restaurante, estava presente e disse que “se Brett Favre tivesse uma bola, ele teria acertado o Randy Moss no meio da testa.”  Outros jogadores ficaram com dó dos funcionários do restaurante. “Eles não são uma franquia.  É um restaurante simples, e deu pra ver que fizeram o melhor deles.”  Brad Childress, técnico dos Vikings, declarou, “Isso não se encaixa com o nosso modo de tratar as pessoas, falar com as pessoas e se comportar.”

Na minha opinião, Moss perdeu sua posição no time depois desse incidente.  A coletiva foi a gota d´água.  Coitado do Minnesota que mandou uma terceira escolha do draft para o New England pra receber um câncer.  Moss durou apenas 3 semanas em Minnesota e custou caro.

Bom, agora Randy Moss está no mercado.  O jogador de 33 anos é, indiscutivelmente, um grande talento. Um dos melhores wide receivers da NFL.  O time que catar o Moss vai se arriscar muito.  Será que o Moss vai dar 100% (ele já falou que joga quando quer jogar)? Será que ele vai poluir o vestiário?   Essas são algumas questões importantes.

Times que podem se interessar por Moss

St.Louis Rams

Os Rams já perderam 3 wide receivers por causa de contusão.  Donnie Avery e Mark Clayton não jogam mais esse ano.  O time está com 4 vitórias e 4 derrotas, e a presença de Moss pode ajudar muito o crescimento de Sam Bradford.  Entretanto, os Rams têm um time jovem e a última coisa que eles precisam é de alguém que possa afetar o bom ambiente em St.Louis.

Washington Redskins

Os Redskins precisam de um wide receiver.  Joey Galloway está velho e Anthony Armstrong não é a solução.  Donovan Mcnabb e Mike Shannahan são grandes líderes no vestiário e podem comandar o respeito de Moss.  O problema, é que os Redskins já estão com problemas internos com o Shannahan colocando Mcnabb no banco (nas últimas duas campanhas do último jogo contra os Lions) e toda a novela envolvendo Albert Haynesworth.  Será que o time arriscaria mais um problema??

Oakland Raiders

Moss jogou nos Raiders de 2005 a 2006.  Al Davis, dono do time, adora reencontros!!  Os Raiders estão num momento bom e um Randy Moss dedicado poderia colocar os Raiders na briga pelo título da divisão.  Interessante.

Kansas City Chiefs

Os Chiefs adorariam ter mais um wide receiver pra complementar Dwayne Bowe. O jogo terrestre está funcionando e a defesa é boa.  O General Manager Scott Pioli conhece Moss de seus dias em New England e o wide receiver jogou com Matt Cassel em 2008.  Esse pode ser um encaixe perfeito.

Tennessee Titans

Kenny Britt está machucado e o time precisa de um WR.  Eu só acho que Vince Young já tem uma certa fragilidade psicológica.  A última coisa que ele precisa é de alguém no “huddle” falando “throw me the damn ball!”

Miami Dolphins

Os Dolphins têm apenas 11 touchdowns nessa temporada.  O time é um dos menos explosivos da NFL e não possui nenhum wide receiver com bastante velocidade.  Moss ainda é muito rápido e abriria mais espaço para Davone Bess e Brandon Marshall.  O ataque do Miami melhoraria do “suco de uva para o vinho”.  Mesmo assim, eu acho que seria um erro pros Dolphins.  Eu não sei se o vestiário dos Dolphins é suficientemente grande pra abrigar os egos de Marshall e Moss.  Muito arriscado.

New York Jets

Rex Ryan é doido e ele não tem medo dos jogadores com egos (tanto porque o ego dele já é bemmmm grande).  Com Moss, o grupo de wide receivers seria bem interessante: Braylon Edwards (pego guiando bêbado), Randy Moss (faz o Mike Tyson parecer um santo), Jericho Cottchery (bom garoto) e Santonio Holmes (cumpriu suspensão por uso de marijuana).  Muito talento dentro de campo, e uma bomba pronta pra explodir, fora.

O que acham?  Como que Randy Moss se encaixaria no seu time??

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 24 de setembro de 2010 NFL - Futebol Americano | 01:24

O “POLVO PAULO” ENGOLE A BOLA DE CRISTAL E PREVÊ A TERCEIRA RODADA DA NFL.

Compartilhe: Twitter

De agora em diante a bola de cristal será substituída pelo Polvo Paulo.  A bola cristalina foi bem na semana passada acertando 12 de 16 palpites.  Entretanto, ela estava querendo muitos privilégios aqui no blog e eu dei um basta, um “chega” na situação.  Agora quem vai prever as rodadas da NFL é o nosso novo e queridíssimo “Polvo Paulo”.   Na semana passada, foram 12 acertos e 4 erros.  Depois de duas semanas a campanha é de 24 acertos e 8 erros. Vamos dar uma olhada nos resultados da semana passada e deixar o Polvo Paulo advinhar o que acontecerá na semana 3.

Semana 2

12 acertos 4 erros.


Green Bay Packers 34, Buffalo Bills 7. Acerto

Aposta de MVP: Aaron Rodgers

Rodgers jogou muito bem acertando dois passes para touchdown, mas o jogador que chamou mais atenção foi Clay Matthews.  O linebacker somou 3 sacks e uma interceptação e agora lidera a liga com 6 sacks.

Pittsburgh Steelers 19, Tennessee Titans 11. Erro

Aposta de MVP: Cortland Finnegan

Finnegan teve 4 tackles, terceira melhor marca dos Titans.  O verdadeiro MVP do jogo foi a defesa dos Steelers que forçou 7 turnovers.

Kansas City Chiefs 16, Cleveland Browns 14. Acerto

Aposta de MVP: Thomas Jones

Jones foi de longe o melhor corredor da partida com 83 jardas.  Mesmo assim, a defesa dos Chiefs fez a diferença.  O único TD do KC veio num retorno de interceptação de Brandon Flowers.

Miami Dolphins 14, Minnesota Vikings 10. Acerto

Aposta de MVP: Karlos Dansby

Dansby e Vontae Davis fizeram o tackle da partida nos últimos minutos do jogo.  Numa quarta-descida na linha de uma jarda, essa dupla evitou o TD de Adrian Peterson pra salvar o jogo pro Miami.  Davis teve uma interceptação também.  Se eu tivesse que premiar um, eu daria o MVP para Davis (mas QUASE foi o Dansby).

Philadelphia 35, Detroit Lions 32. Acerto

Aposta de MVP: Michael Vick

Michael Vick foi o cara da partida, sem dúvida.  Ele lançou para 3 TDs com 284 jardas.  Ele jogou tão bem que agora é o quarterback titular dos Eagles.  Hello banco, para Kevin Kolb.

Chicago Bears 27, Dallas Cowboys 20. Erro

Aposta de MVP: Miles Austin

Miles Austin foi espetacular com 10 recepções e 142 jardas.  Infelizmente para o Dallas, o Jay Cutler foi melhor.  Mesmo sendo pressionado o jogo inteiro, o QB dos Bears acertou 3 passes para touchdown e não foi interceptado.  Ele acertou 21 de 29 passes num jogo que teve um placar surpreendente.


Atlanta Falcons 41, Arizona Cardinals 7. Acerto

Aposta de MVP: Matt Ryan

Ryan igualou a melhor marca da carreira com 3 touchdowns lançados, mas ele não foi o homem do jogo.  Esse título fica com Jason Snelling que substituiu os lesionados Michael Turner e Jerrius Norwood, e teve o jogo de sua vida.  Snelling correu para 129 jardas e anotou 3 TDs.

Tampa Bay Bucs 20, Carolina Panthers 7. Erro

Aposta de MVP: DeAngelo Williams

Williams não foi um fator no resultado, somando apenas 54 jardas terrestres.  Josh Freeman protegeu bem a bola e lançou para 2 TDs.  Tim Crowder teve um grande jogo com dois sacks.

Cincinnati Bengals 15, Baltimore Ravens 10. Erro

Aposta de MVP: Ray Lewis

Lewis e a defesa dos Ravens não cedeu um touchdown.  Lewis teve o único sack dos Ravens.  O problema dos Ravens foi que o ataque não cuidou da bola (4 interceptações do Joe Flacco).  Para esse jogo, não teremos um MVP e sim um LVP (Least valuable player).  Parabéns Joe Flacco.

Denver Broncos 31, Seattle Seahawks 17. Acerto

Aposta de MVP: Knowshon Moreno

Moreno correu para apenas 54 jardas.  Kyle Orton passou das 300 jardas e o destaque ficou para Demaryus Thomas.  Em seu jogo de estreia, o calouro recebeu 8 passes (um touchdown) para 97 jardas.

Houston Texans 30, Washington Redskins 27, OT. Acerto

Aposta de MVP: Andre Johnson

Johnson empatou a melhor marca de sua carreira com 12 recepções.  Mesmo assim, o homem do jogo foi Matt Schaub com 497 jardas.

Oakland Raiders 16, St.Louis Rams 14. Acerto

Aposta de MVP: Darren Mcfadden

Mcfadden teve o melhor jogo da carreira com 145 jardas terrestres.

New York Jets 28, New England Patriots 14. Acerto

Aposta de MVP: Shonn Greene

Greene estava sumido no jogo.  Mark Sanchez foi o cara com 3 TDs

San Diego Chargers 38, Jacksonville Jaguars 13. Acerto

Aposta de MVP: Phillip Rivers

Rivers jogou muito bem com 334 jardas e 3 TDs.  A defesa do San Diego forçou 6 turnovers!!

Indianapolis Colts 38, New York Giants 14. Acerto

Aposta de MVP: Peyton Manning

Manning foi ótimo, como sempre, com 3 TDs.  O grupo mais valioso do jogo foi a linha offensiva dos Colts que massacrou a linha dos Giants.

New Orleans Saints 25, San Francisco 49ers 22. Acerto

Aposta de MVP: Drew Brees

Brees salvou o jogo para os Saints.  Ele conduziu a campanha da vitória nos últimos  segundos da partida.

HELLO POLVO PAULO!

PREVISÕES DO POLVO PAULO PARA A TERCEIRA RODADA !


New York Giants 24, Tennessee Titans 23

MVP: Eli Manning

Cincinnati Bengals 31, Carolina Panthers 13

MVP: Terrell Owens



Pittsburgh Steelers 16, Tampa Bay Bucs 14

MVP: Troy Polamalu

New England Patriots 30, Buffalo Bills 24

MVP: Tom Brady

Baltimore Ravens 31, Cleveland Browns 2

MVP: Ray Rice


San Francisco 49ers 23, Kansas City Chiefs 17

MVP: Alex Smith


Houston Texans 20, Dallas Cowboys 17

MVP: Andre Johnson


Minnesota Vikings 38, Detroit Lions 6

MVP: Adrian Peterson


New Orleans Saints 27, Atlanta Falcons 24

MVP: Drew Brees


Washington Redskins 23, St.Louis Rams 20

MVP: Clinton Portis


Jacksonville Jaguars 21, Philadelphia Eagles 20

MVP: Maurice Jones-Drew


Indianapolis Colts 34, Denver Broncos 21

MVP: Peyton Manning


Arizona Cardinals 27, Oakland Raiders 23

MVP: Larry Fitzgerald



Seattle Seahawks 24, San Diego Chargers 21

MVP: Matt Hasselback


Miami Dolphins 30, New York Jets 10

MVP: Brandon Marshall


Green Bay Packers 21, Chicago Bears 18

MVP: Clay Matthews



OK People!  Na semana passada eu recebei recados falando que eu estava louco de apostar nos Dolphins e os Dolphins ganharam.  Também falaram que eu estava crazy de apostar nos Jets e eles ganharam também.  E essa semana? Qual foi a grande loucura?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 15 de setembro de 2010 NFL - Futebol Americano | 01:36

O BOM E RUIM DA PRIMEIRA RODADA DA TEMPORADA DA NFL

Compartilhe: Twitter

Peyton Manning congratulando Arian Foster, o melhor jogador da rodada. Foster terminou com 231 jardas terrestres. Manning foi o melhor quarterback com 433 jardas e 3 touchdowns.

New Orleans Saints 14, Minnesota Vikings 9

BOM

As duas defesas jogaram muito bem.  O grupo dos Saints não sentiu a ausência de Darren Sharper (Malcom Jenkins jogou muito bem) e colocou constante pressão no vovô Brett Favre.  New Orleans teve a sétima pior defesa da liga em 2009, mas cedeu apenas um TD contra os Vikes (29 pontos por jogo em 2009).

RUIM

É óbvio que o ataque dos Vikes sentiu a ausência de Sidney Rice.  Os wide receivers do Minnesota fizeram pouco e Percy Harvin não foi um fator na partida.

O ataque dos Saints foi unidimensional no primeiro tempo, correndo apenas 3 vezes com a bola.   Eu sei que a defesa terrestre dos Vikes é fortíssima.  Mesmo assim, fica difícil anotar pontos com um ataque unidimensional  Isso quase custou caro para os Saints que tiveram o sexto melhor ataque terrestre da NFL em 2009.

Miami Dolphins 15, Buffalo Bills 10

BOM

A defesa dos Dolphins foi a melhor da rodada cedendo apenas 166 jardas.  Trent Edwards foi pressionado o jogo inteiro.  A retaguarda dos Bills controlou os wide receivers dos Dolphins no segundo tempo e cedeu apenas 3 pontos nos últimos 2 quartos.

RUIM

O ataque do Miami produziu pouco.  A linha ofensiva parecia estar fora de sintonia e Brandon Marshall deixou uma bola cair  num passe longo que poderia ter resultado num avanço de 50 jardas.  O calouro defensive end Jared Odrick se machucou e pode perder até 6 semanas.

Trent Edwards, C.J. Spiller e o resto do ataque dos Bills também não fizeram nada.  Ninguém merece uma performance tão pífia jogando em casa.

New England Patriots 38, Cincinnati Bengals 24

BOM

Além de contar com a volta de Wes Welker, que marcou dois touchdowns, Os Pats anotaram 14 pontos através de retornos.  Gary Guyton retornou uma interceptação e Brandon Tate teve um TD num retorno de kickoff. Tom Brady foi sensacional em terceiras descidas completando 8 de 10 passes e garantindo 7 first downs.

Carson Palmer acertou 19 de 26 passes para Terrell Owens (7 recepções) e Chad Ochocinco (12).  Palmer terminou com 345 jardas.

RUIM

As defesas.  O ataque dos Bengals converteu 8 de 15 terceiras-descidas.  Tom Brady completou 23 de 29 passes em jogadas de 14 jardas ou menos.

Tampa Bay Bucs 17, Cleveland Browns 14

BOM

A defesa dos Bucs jogou bem.  Ronde Barber teve um retorno de 65 jardas numa interceptação e a defesa terrestre (horrível no ano passado) cedeu apenas 104 jardas.

RIM

O quarterback dos Browns, Jake Delhomme machucou o tornozelo e é dúvida para o próximo jogo.  Os Browns perderam 11 dos últimos 12 jogos de abertura.

Mesmo com  a vitória, o ataque do Tampa somou apenas 13 first downs e cometeu dois turnovers.

Houston Texans 34, Indianapolis Colts 24

BOM

Os Texans finalmente ganharam dos Colts depois de 6 derrotas consecutivas.  Dois jogadores terminaram com números incríveis.  Arian Foster correu para 231 jardas (maior número de jardas terrestres num jogo de abertura desde 1973) e Peyton Manning lançou para 433 jardas.

RUIM

Eu sei que os Colts têm Peyton Manning mas fica difícil ganhar jogos sem conseguir correr com a bola e defender o jogo terrestre.  Além disso, Bob Sanders teve que sair do jogo com uma contusão no cotovelo e biceps. Tudo indica que ele pode perder o restante da temporada. Seria uma grande perda!

Jaguars 24, Broncos 17

BOM

A eficiência de David Garrard.  Ele acertou 16 de 21 passes e lançou 3 TDs (dois para Mercedes Lewis).  É legal ver que, mesmo sem Brandon Marshall, o ataque aéreo dos Broncos teve duas boas performances de wide receivers.  Eddie Royal terminou com 8 recepções e Brandon Lloyd 5.

RUIM

Tim Tebow não jogou.  Os torcedores em Jacksonville ficaram desapontados pois queriam ver o atleta que fez história na Universidade da Florida (que fica em Gainesville, pertinho de Jacksonville).

Pittsburgh Steelers 15, Atlanta Falcons 9

BOM

A defesa dos Steelers está de volta!! Troy Polamalu interceptou Matt Ryan e a Michael Turner correu para a apenas 42 jardas.

Rashard Mendenhall vem mostrando que é mais que merecedor de ser o running back titular dos Steelers.  Ele anotou um touchdown de 50 jardas na prorrogação que deu a vitória aos Steelers.

RUIM

Os Falcons não conseguem ganhar dos Steelers.  São apenas duas vitórias em 15 confrontos.  Esperávamos mais do QB Matt Ryan.

Tennessee Titans 38 Oakland Raiders 13

BOM

O mundo de Chris Johnson é muito feliz, muito obrigado.  Johnson (eleito o melhor jogador ofensivo da temporada passada) conseguiu correr para 142 jardas e agora tem pelo menos 100 jardas em 12 jogos consecutivos.  O recorde pertence a Barry Sanders que teve 14.

Darren Mcfadden até que jogou bem no lugar de Michael Bush.  Mcfadden terminou com 95 jardas terrestres.

RUIM

A linha ofensiva dos Raiders foi um desastre.  O grupo cedeu 4 sacks e o Center calouro Jered Veldheer estava perdido.

New York Giants 31, Carolina Panthers 18

BOM

Hakeem Nicks! Ele recebeu 3 passes para touchdown.  Hello bola!

A última vez que os Panthers visitaram os Giants a equipe de Carolina massacrou.  Dessa vez a defes de NY jogou bem e permitiu apenas 65 jardas a um dos melhores corredores da NFL, DeAngelo Williams.

RUIM

Matt Moore lançou duas interceptações na endzone. Os Panthers anotaram apenas dois pontos no segundo tempo.

Chicago Bears 19, Detroit Lions 14

BOM

Oh my goodness gracious, Jay Cutler protegeu a bola!!! O QB dos Bears lançou para 372 jardas, 2 TDs e apenas uma interceptação (no ano passado ele foi líder da NFL com 26 INTs).

RUIM

Além da controvérsia no final do jogo (Calvin Johnson tinha aparentemente recebido o passe da vitória na endzone, mas os árbitros anularam), os Lions perderam o seu QB titular.  Matthew Stafford deslocou o ombro e pode desfalcar a equipe por 4 a 6 semanas. Ouch!

Arizona Cardinals 17, St. Louis Rams 13

BOM

Steve Breaston, agora titular com a saída de Anquan Boldin (Ravens), e Mark Clayton (recém-contratado dos Rams) mostraram que podem ajudar muito seus respectivos ataques.   Breaston anotou 7 recepções e 132 jardas (melhor marca da carreira.  Clayton, contratado por causa da contusão de Donnie Avery, anotou 10 recepções (melhor marca da carreira) e 119 jardas.

RUIM

Depois de jogar bem nos primeiros 58 minutos do jogo, Sam Bradford espalhou a farofa nos últimos dois.  Ele lançou duas interceptações no território dos Cardinals nos minutos finais.  St. Louis precisava de um TD para ganhar e a primeira escolha do último draft não deu conta do recado.

Green Bay Packers 27, Philadelphia Eagles 20

BOM

Mesmo na derrota, o Michael Vick teve um jogo sensacional.  O QB dos Eagles lançou para 175 jardas e correu para 103. Esse é o Michael Vick que víamos quando ele jogava em Atlanta!

A defesa dos Packers jogou bem, produzindo 5 sacks e permitindo apenas 299 jardas.

RUIM

Contusões, contusões, contusões!  Que pena.  Os dois times perderam peças importantes.  Os Packers vão ficar sem o running back titular, Ryan Grant, e o defensor, Justin Harrell, pelo restante da temporada.  Grant somou mais de 1200 jardas terrestres no ano passado e a ausência dele será sentida.  Harrell é um jogador que tem sofrido com contusões desde que entrou na liga em 2007 (primeira escolha do draft).  Nesse tempo, Harrell participou de apenas 13 jogos.

Os Eagles também não saíram ilesos do jogo.  O fullback Leonard Weaver (um dos melhores da NFL) rompeu o ligamento cruzado anterior e está fora da temporada.  o QB Kevin Kolb saiu do jogo com uma concussão e provavelmente não joga na próxima semana.

Seattle Seahawks 31, San Francisco 49ers 6

BOM

Que tal o Seattle Seahawks!  Pra mim, essa foi a grande surpresa da rodada.  Tudo deu certo para o Seattle.  Na estreia do novo técnico Pete Carrol, a defesa dos Seahawks fez a festa.  Frank Gore correu para apenas 38 jardas, Os 49ers converterem 1 de 15 terceiras-descidas e o time anotou duas interceptações, sendo que uma foi retornada para touchdown (Marcus Trufant)

RUIM

Os 49ers ainda não conseguem vencer fora de casa.  É impressionante.  Essa foi a décima derrota nos últimos 14 jogos longe de São Francisco.

Washington Redskins 13, Dallas Cowboys 7

BOM

A energia dentro do Fedex Field!  O torcedor dos Redskins é muito fanático e fez muito barulho na vitória do Washington.  A defesa dos Redskins cedeu apenas 7 pontos e anotou 7 pontos (retorno de DeAngelo Hall para TD).  Os Cowboys tiveram o segundo melhor ataque da NFL no ano passado.  É plausível falar que a defesa dos ´Skins rendeu além do esperado.

RUIM

As faltas cometidas pelo Dallas.  Foram 12 no total.  Alex Barron foi o grande culpado da derrota.  O right tackle estava substituindo Marc Colombo e jogou muito mal.  No estouro do cronômetro, Tony Romo achou Roy Williams na endzone numa jogada que teria dado a vitória aos Cowboys.  MAS, Barron cometeu uma falta na jogada e os Redskins escaparam.  A boa notícia é que Colombo deve jogar na segunda semana. Ufa!

Baltimore Ravens 10, New York Jets 9

BOM

As duas defesas dominaram.  Os Ravens cederam apenas 176 jardas e 6 first downs!  Os Jets conseguiram 3 turnovers e permitiram apenas duas pontuações em mais de 38 minutos de trabalho.

Ótimo jogo de dois estreantes  Ladainian Tomlinson foi, de longe, o melhor jogador do ataque de NYJ.  Ele foi responsável por 78 das 176 jardas do clube.  Anquan Boldin foi o melhor em campo para o ataque dos Ravens.  O ex-jogador do Arizona Cardinals agarrou 7 bolas para 110 jardas.  Ele foi claramente o alvo preferido do Flacco.

RUIM

Uma contusão grave e muitos erros dos Jets.  A defesa perdeu Kris Jenkins (contusão no joelho) pelo restante da temporada.  Jenkins perdeu 10 jogos no ano passado.  Além disso, NYJ cometeu 14 faltas! O único TD do jogo veio logo depois de uma interferência contra o novato Kyle Wilson na endzone.  O novato teve uma estreia bastante ruim.

Mark Sanchez foi horrendo. Ele acertou 10 de 21 passes para apenas 74 jardas.  Os Jets converteram 1 de 11 oportunidades em terceiras-descidas.  Assim fica impossível ganhar.

Kansas City Chiefs 21, San Diego Chargers 14

BOM

Os calouros dos Chiefs! Dexter Mccluster retornou um punt 94 jardas para TD (o retorno de punt mais longo da história do clube que resultou num TD).  Javier Arenas também teve um grande retorno de punt e jogou bem na defesa.

O terceiro-anista Jammal Charles continua eletrizando a galera.  No ano passado, ele terminou com uma média de 5,9 jardas por corrida (a melhor da liga desde que a AFL se juntou a NFL em 1970).  Contra os Chargers, o jogador teve uma corrida de 56 jardas para TD.

RUIM

Phillip Rivers sentiu a ausência de Vincent Jackson.  Rivers estava bem agitado dando broncas na segunda-feira.  Legedu Naanee até que produziu (5 recepções, 110 jardas).  O problema é que Malcom Floyd (agora considerado o melhor wide receiver dos Chargers) fez pouco.  Floyd terminou com 3 recepções.  Os Chargers anotaram 80 pontos em duas partidas contra os Chiefs no ano passado.   Nesse jogo, o ataque deixou a desejar.

Dexter Mccluster correndo para o recorde


Autor: Tags: , , , , , , ,

segunda-feira, 6 de setembro de 2010 NFL - Futebol Americano | 16:48

ALELUIA! DARRELLE REVIS FINALMENTE CHEGA A UM ACORDO COM OS JETS

Compartilhe: Twitter

Demorou, mas hoje o torcedor do New York Jets se sente aliviado.  As emoções de “Revis Island” estão de volta!! Yahooooo.  Depois de 7 meses buscando uma renegociação de seu velho contrato, Revis chegou a um acordo com os Jets.  Revis estava escalado pra ganhar um milhão de dólares esse ano e estava preparado pra sentar a temporada inteira caso não acontecesse uma renegociação.  Os valores do novo contrato ainda não foram divulgados, mas segundo algumas fontes, o acordo será de 4 anos, 46 milhões de dólares (32 milhões garantidos). Revis já está com o clube e joga no domingo contra os Ravens.

Revis queria ser o cornerback mais bem pago da NFL e buscava 16 milhões anuais.  Os Jets tinham oferecido contratos de 10 anos 120 milhões e 4 anos 40 milhões.  Nos dois, a quantidade garantida era pequena.  Por isso, os Jets foram rejeitados.  O Jogador não conseguiu os 16 milhões que cobiçava, mas mesmo assim o Sr. Darrelle Revis vai poder comprar muitos brinquedos no “Toys ´R Us”  por bastante tempo.

Uma coisa que ainda não está clara é se o jogador vai ter de pagar uma multa acumulada de $578, 305 por ter perdido os 35 dias do training camp e pré-temporada.  O General Manager Mike Tannebaum não falou se Revis será responsável pelo pagamento.

O que fica bem claro é que o New York Jets fica bem melhor com o Revis.  Ele tem o apelido de “Revis Island” porque ele sempre fica “ilhado” e não precisa de ajuda para marcar o melhor wide receiver do oponente.  Os melhores recebedores da liga (Andre Johnson, Randy Moss, Steve Smith, Reggie Wayne, etc.) não fizeram NADA contra Revis no ano passado.  A defesa dos Jets já é excepcional.  Agora, com Revis e Cromartie na secundária, Bart Scott, Calvin Pace e Jason Taylor nas posições de linebacker, Kris Jenkins no meio da linha defensiva…uau! O negócio pode ficar assustador.  Eu penso nas possibilidades e lembro o Pittsburgh Steelers de 2008 e o Baltimore Ravens de 2000, times que tiverem duas das melhores defesas que já vi.  Cuidado NFL!  Revis Island está de volta e os Jets têm tudo pra alçar voo até o Super Bowl de Dallas.

TJ “Whoseyourmomma” assina com os Ravens


Hello Joe Flacco!  Você acaba de receber mais um presente e esse de “flaco” não tem nada.  Depois de ser dispensado do Seattle Seahawks, TJ “whoseyourmomma” Houshmandzadeh chegou a um acordo com o Baltimore Ravens.  Ele é o terceiro grande nome da posição de wide receiver que os Ravens contratam esse ano (a equipe também conta agora com Anquan Boldin e Donte Stallworth) e proporciona mais uma arma ao quarterback, Joe Flacco.

“Whoseyourmomma” anotou 79 recepções no ano passado e vai ganhar 7 milhões de dólares na temporada.  O acordo é uma barganha incrível pros Ravens.  Baltimore terá de pagar apenas $815,000 e os Seahawks pagarão o resto (ele tinha um contrato garantido com o Seattle).  O acordo é de um ano.

Matt Leinart nos Texans

Depois de uma saída conturbada do Arizona Cardinals, Matt Leinart será o terceiro QB do Houston Texans.  Os dois chegaram a um acordo ontem.  Leinart, o décimo jogador selecionado no draft de 2006, teve uma carreira espetacular na Universidade de Southern California.  Em 2004 ele venceu o prêmio Heisman e levou os Trojans ao título nacional.  Infelizmente, isso não traduziu em sucesso na NFL.

Leinart começou 11 jogos em seu primeiro ano na NFL em 2006 e 5 em 2007.  O jogador sofreu uma contusão na clavícula e perdeu sua posição de titular para Kurt Warner.  Leinart começou o training camp em 2008 como titular, mas jogou mal na pré-temporada e começou o ano no banco atrás de Warner.

A mesma coisa, mais ou menos, aconteceu esse ano.  O jogador não fez nada de espetacular na pré-temporada, mas teve números superiores aos do Derek Anderson (contratado pra ser o reserva o Leinart).  Mesmo assim, ficou óbvio que o técnico Ken Whisenhunt não tinha confiança no jogador e decidiu dispensá-lo.

O sonho de se tornar uma estrela na NFL, parece que está acabando para Leinart.  Em Houston, ele vai jogar atrás de Matt Schaub, um dos melhores QBs da NFL.  Se Schaub não se machucar, Leinart ficará no banco (um lugar que ele conhece muito bem, infelizmente).

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 10 de agosto de 2010 NFL - Futebol Americano | 17:37

NEW YORK JETS NUMA SITUAÇÃO CRÍTICA!

Compartilhe: Twitter

Os Jets precisam de Darrelle Revis

A situação não é boa para o New York Jets. Darrelle Revis, o melhor jogador do time e, na minha opinião, o melhor cornerback da NFL, anda muito teimoso. O atleta quer um novo contrato e está boicotando os treinamentos do clube. Já são 10 dias sem Revis em Nova Iorque e um novo acordo salarial não é nada iminente. Bem longe disso, na verdade. Revis está escalado para ganhar um milhão de dólares esse ano, mas gostaria de ser o cornerback mais bem pago da liga. Por isso ele pede um aumento de mais de 1.500%, já que o jogador que mais recebe grana em sua posição é Nhamdi Asamugha do Oakland Raiders (15,1 milhões de dólares).

Os agentes de Revis se encontraram com a diretoria dos Jets para tentar chegar a uma resolução, mas não deu certo. Os Jets ofereceram um contrato de 100 milhões mas com pouco dinheiro garantido. Ou seja, Nova Iorque teria que pagar a grana garantida e poderia sair, a qualquer momento, do restante do contrato e Revis ficaria a ver navios. Isso irritou o jogador e por isso decidiu ficar longe dos treinamentos. Darrelle recentemente informou amigos que  não jogaria com o presente salário, mesmo sendo que ainda tem 3 anos  restando no contrato. Revis já soma 148,000 dólares em multas por ter perdido 9 treinamentos. O dono do time, Woody Johnson recentemente falou que ele não acredita que chegará a um acordo com Revis e que acredita que o atleta não joga esse ano.  Uau!

E AGORA???

Kyle Wilson vai ter que jogar muito se o Revis não voltar.

Ainda bem que os Jets draftaram Kyle Wilson, um dos melhores cornerbacks do último draft.  Ele anda treinando bem e as indicações iniciais mostram que ele pode ser um bom jogador na NFL.  Antonio Cromartie (uma das grandes aquisições do clube na inter temporada) já é um cornerback consagrado e tem jogo para ajudar a defesa de NY.  Mesmo assim, nenhum desses dois é Darrelle Revis.  Os Jets tiveram a melhor defesa da liga no ano passado por vários fatores.  O técnico Rex Ryan é um gênio de defesa, Bart Scott foi contratado, etc., etc.  Só que Darrelle Revis foi, de longe, o principal fator.  O cara enfrentou Reggie Wayne, Andre Johnson, Steve Smith, Randy Moss, Vincent Jackson,Terrell Owens, etc. e ninguém fez nada contra Revis!  Ele controla o melhor Wide Receiver e elimina uma grande parte do ataque adversário.  Ele traz uma dimensão a mais para a defesa dos Jets.  Alguma coisa precisa ser feita e rápido!

Rex Ryan disse recentemente que se Revis passar pela porta do CT do clube, todo mundo vai estar pronto para lhe dar um beijo na boca.  Se isso acontecer, NY continua sendo um grande favorito ao título.  Se isso não acontecer, os Jets são um time de Wild Card e olhe lá.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010 NBA - Basquete, NFL - Futebol Americano, NHL - Hóquei | 15:03

Rapidinhas

Compartilhe: Twitter

1) Em seu blog, Fábio Sormani comenta o jogaço de ontem entre Lakers e Cavaliers, com grande atuação de Varejão. Já tem gente nos EUA pedindo o brasuca como melhor sexto homem da temporada.

2) A Sporting News entrega também para o Brasil as edições especiais da revista. São os populares guias da temporada. Vale a pena comprar. Não tem imposto, apenas o valor da revista mais US$ 15 do frete. Se pedir mais de uma revista, o frete aumenta US$ 2 por volume. Se juntar alguns amigos e pedir várias revistas sai bem em conta. O site, aqui. É confiável, já pedi bastante. No futuro talvez eu faça o sorteio de alguma revista por aqui.

3) Deu Washington Capitals diante do Pittsburgh Penguins, 6 a 3, ontem à noite.  No duelo individual entre os astros da NHL, Alex Ovechkin levou a melhor, com dois gols e uma assistência. Foi o destaque do jogo. Sidney Crosby marcou um golzinho.

4) Lembrança: no final de semana tem duas decisões na NFL. Serão conhecidos os times do Super Bowl. Clique aqui para ler a análise dos jogos. A ESPN transmite Colts x Jets, domingo, às 18h; a BandSports transmite Vikings x Saints, sábado, às 21h30.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 19 de janeiro de 2010 NFL - Futebol Americano | 21:00

Muito macho

Compartilhe: Twitter

Mark Gastineau, sósia do grande Frank Poncherello, faz cara de malvado ao lado da defesa do New York Jets em foto de 1982. Alguém reconhece os outros três? Um deles parece o Larry, dos Três Patetas, e o loirinho poderia integrar o grupo Dominó.

jets-defense

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última