Publicidade

Posts com a Tag Josh Hamilton

sexta-feira, 25 de março de 2011 MLB - Beisebol | 01:27

ARMA SECRETA DE CADA TIME DA LIGA AMERICANA

Compartilhe: Twitter

Uma semaninha! É só isso que falta para o início da temporada da MLB.  Cada temporada reserva algumas surpresas e esse ano promete a mesma coisa.   De vez em quando jogadores novos surgem do nada e se tornam estrelas.  Às vezes é um veterano, desacreditado, que mostra que ainda tem gasolina no tanque.  Eu escolhi um jogador de cada time que pode fazer a diferença em sua respectiva equipe.  O atleta que pode ser a peça final do quebra-cabeça.

AL EAST

Josh Beckett

New York Yankees – Ivan Nova

Ele mostrou que tem potencial pra ser um bom jogador no ano passado.  Nova começou 7 jogos e não foi mal.  Agora, o menino de 24 anos esta arrebentando no Spring Training.  Em 14 entradas ele cedeu apenas 2 corridas.  Os Yankees precisam de um bom arremessador na rotação titular além de CC Sabathia.  Se Nova se tornar esse atleta, os Yankees terão grandes possibilidades de vencer a divisão pelo terceiro ano seguido.

Boston Red Sox – Josh Beckett

Eu estou muito preocupado com Josh Beckett.  4 anos atrás, ele era considerado um dos melhores arremessadores da liga e foi uma peça crucial do time do Boston que venceu a World Series.  Sem Beckett, Boston nem teria conseguido a classificação.  Infelizmente, a produção dele tem diminuído muito nos últimos anos.  Beckett cedeu 45 home runs nos últimos dois anos e em 2010 batalhou as contusões.  Ele não vem arremessando bem no Spring Training e vai começar o ano como o quarto arremessador da rotação titular.  Os Red Sox têm um grande ataque mas vão precisar de Beckett pra erguer mais um troféu.  Vamos ver se ele dá conta do recado.

Toronto Blue Jays – Jesse Litsch

Litsch perdeu boa parte da temporada passada e passou por uma cirurgia em Agosto.  A boa notícia é que ele está tendo um ótimo Spring Training.  A rotação titular dos Blue Jays tem dado um baita azar nas últimas temporadas.  Roy Halladay e AJ Burnett foram embora pra ganhar mais dinheiro e Shaun Marcum se machucou e agora joga nos Brewers.  Os Blue Jays precisam que alguém (que não está cotado pra fazer grandes coisas) supere as expectativas.  Litsch está pronto pra mostrar que ele pode ser esse cara.

Baltimore Orioles – Matt Wieters

Eu sei que em duas temporadas na MLB o catcher dos Orioles não fez muita coisa.  Mesmo assim, ainda acredito no talento de Matt Wieters.  O garoto de 24 anos era considerado um candidato a ser uma das novas estrelas do beisebol.  Infelizmente, ele decepcionou no ano passado, batendo apenas 11 home runs.  Os Orioles fizeram varias aquisições importantes nessa intertemporada (Vlad Guerrero, Derek Lee, Mark Reynolds e JJ Hardy) e eu sinceramente acho que esses veteranos vão tirar a pressão de cima do jovem Wieters.  Eu acho que ele tem tudo pra deslanchar.

Tampa Bay Rays – Manny Ramirez

Exatamente! Manny Ramirez.  O veterano está matando basebolas nessa pré-temporada e parece estar mais dedicado do que nunca depois de assinar um contrato de apenas um milhão de dólares com o Tampa Bay Rays.  Após duas temporadas ruins, Ramirez parece um homem  numa missão: provar que ainda é um dos melhores rebatedores da MLB.  Ele nunca rebate bem no Spring Training e geralmente hiberna durante os dois primeiros meses da temporada.  Esse Spring, ele está com 3 home runs e um aproveitamento de 35%.  Parece que o urso está acordado, my friends.  Isso pode ser uma notícia ruim para o resto da Liga Americana.  Os Rays agradecem.  Tampa vai precisar de Ramirez, especialmente com as saídas de Carl Crawford e Carlos Pena.  Se Ramirez bater 35 home runs e impulsionar 100 corridas, os Rays podem incomodar na AL East.

AL CENTRAL

Gordon Beckham

Detroit Tigers – Max Scherzer

Eu sei que Scherzer não está tendo o melhor Spring Training do mundo (5,40 ERA) mas ele mostrou que merece estar na MLB com um bom desempenho no ano passado (12 vitórias).  Os Tigers estão depositando muita confiança nesse garoto e precisam de um bom arremessador alem de Justin Verlander e Rick Porcello na rotação titular.  O ataque e bullpen já são bons.  Se Scherzer desempenhar e formar um trio sólido com Porcello e Verlander, os Tigers terão tudo pra voltar aos playoffs pela primeira vez desde 2006.

Chicago White Sox – Gordon Beckham

Esse pode estar pronto pra explodir. Hello, bomba relógio!  O terceiro anista de 24 anos, tem tudo pra produzir uma temporada de 20 HR, 90 RBI e aproveitamento de 30%.  Dois anos atrás ele bateu 14 HR e foi um dos melhores calouros da temporada.  2010 não foi bom (9HR, 25%) mas eu acho que ele volta com tudo nessa temporada.   Com 3 HR e 35% no Spring Training o jovem já mostra que está pronto pra deixar o ataque dos White Sox mais dinâmico.

Minnesota Twins – Joe Nathan

Joe Nathan sempre foi um dos melhores fechadores da Liga desde que chegou aos Twins em 2004.  Agora ele é uma incógnita.  Depois de passar por uma cirurgia e perder a temporada inteira de 2010, ninguém sabe se veremos o velho Nathan no montinho.  Os Twins perderam várias peças importantes do bullpen.  O time precisa de Nathan mais do que nunca em 2011.  Infelizmente, ele não vem bem no Spring Training (9 corridas cedidas em 7,1 entradas).  Um bom Nathan pode ser a diferença entre uma vaga nos playoffs e uma equipe medíocre.

Kansas City Royals – Alex Gordon

Os Royals não vão a lugar nenhum nessa temporada.  (Eu acho que o roster inteiro teria que ter a temporada dos sonhos pra Kansas City chegar aos playoffs.)  Eu só estou curioso pra ver se Alex Gordon finalmente vai se tornar o jogador que todos sabem que ele pode ser.  O atleta de 27 anos está começando sua quinta temporada e ainda deve muito aos torcedores dos Royals.  Nesse Spring Training ele parece estar muito focado (4 HR, 34%).  Gordon disse que está se sentindo muito bem no bastão e mudou algumas coisitas em seu “swing”.  Só quero ver.

Cleveland Indians – Grady Sizemore

O torcedor dos Indians pode se preparar para mais uma temporada infernal. Hello, hell!  O roster não está nada guapo.  Muy feio para falar a verdade.  Lembra quando Grady Sizemore era um dos melhores jogadores da liga? Faz tempo, né?  Bom, ele ainda está se recuperando de uma cirurgia de microfratura no joelho, realizada em junho do ano passado.  Ele está começando a jogar no  Spring Training mas vai iniciar o ano na lista dos contundidos (ele espera voltar ainda em abril).  Grady bateu 33 HR e roubou 38 bases em 2008.  O torcedor espera que ele volte a esse nível em 2011.

AL WEST

David DeJesus

Anaheim Angels – Dan Haren

A última vez que Dan Haren arremessou uma temporada completa na Liga Americana, ele terminou com o terceiro melhor ERA (3,07) da AL.  O ano passado foi complicado para o atleta, que começou a temporada em Arizona antes de ser trocado para os Angels.  Haren tem sido um dos arremessadores mais consistentes da MLB nos últimos 5 anos.  Eu sinceramente acho que ele e Jeff Weaver têm a capacidade de formar a melhor dupla de arremessadores da Liga Americana.  Se isso acontecer, os Angels vão pros playoffs.

Texas Rangers – Derek Holland

Os Rangers perderam Cliff Lee e precisam de um canhoto que possa substituí-lo. (Percebe-se que eu não falei “substituí-lo a altura” pois isso seria quase impossível).  Holland vai ter que jogar bem e mostrar mais consistência esse ano.  Ele foi  importante nos playoffs e tudo indica que o nervosismo não vai ser um fator durante a próxima temporada.  O menino de 24 anos vem bem no Spring Training (ERA de 3,21) e possui bom talento.  Eu acho que esse pode ser o ano dele.

Oakland A’s – David DeJesus

Olho no Oakland A’s esse ano!  O grupo de arremessadores é excepcional e o time contratou alguns bons rebatedores, incluindo David DeJesus.  Os A’s tiveram o quarto pior ataque e apenas um time da Liga Americana (Seattle) bateu menos home runs no ano passado.  Oakland precisa de mais potência no bastão pra complementar um excelente grupo de arremessadores (melhor ERA da Liga Americana em 2010).  David DeJesus pode ser a resposta.  O  jogador estava vivendo sua melhor fase como profissional no ano passado antes de se machucar e perder os dois últimos meses da temporada.   45 rebatidas duplas e um aproveitamento de 32% não estão fora de cogitação esse ano.  Estou curiosíssimo pra ver o que ele faz em 2011.

Seattle Mariners – Justin Smoak

Esse time tem mais buracos do que um queijo suíço.  Coitados de Ichiro Suzuki e Felix Hernandez (Cy Young do ano passado) que estão presos em Seattle.  O time precisa de muita coisa, especialmente alguém que consiga bater a basebola nas arquibancadas.  Os Mariners bateram 101 home runs no ano passado (apenas 156 a menos que Toronto Blue Jays), pior marca da liga.  Justin Smoak, adquirido na troca que mandou Cliff Lee para Texas, pode ser a resposta.  O segundo anista de 24 anos (parece que todo mundo nessa lista tem 24 anos), bateu 13 home runs em apenas 100 jogos no ano passado.  Vamos ver se ele consegue alavancar esse número pra 25.  Uma coisa é certa, será mais uma temporada complicadíssima para os Mariners.

O que acham??  Quem vai deslanchar em 2011??

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

sábado, 1 de janeiro de 2011 MLB - Beisebol, NBA - Basquete, NFL - Futebol Americano, NHL - Hóquei | 23:28

EVENTOS E PERSONAGENS QUE EMOCIONARAM EM 2010

Compartilhe: Twitter

Antes de mais nada, eu queria desejar a todos um Feliz Ano Novo.  Espero que 2011 seja o melhor ano de nossas vidas e que nossos objetivos se realizem.

2010 foi um ano especial no mundo dos esportes americanos.  Muitas coisas aconteceram na NHL, NBA, NFL e MLB.  Vários personagens se destacaram e hoje eu gostaria de compartilhar os meus 7 momentos mais marcantes do ano que passou.

7. A MLB vê dois jogos perfeitos e lamenta outro que foi pro ralo

Jim Joyce emocionado.

Além de “no-hitters” de Ubaldo Jimenez, Matt Garza e Edwin Jackson dois arremessadores alcançaram a performance perfeita.  Dallas Braden, um jogador basicamente desconhecido do Oakland A´s, teve seu momento auge no Dia das Mães, enquanto Roy Halladay do Philadelphia Phillies conseguiu o feito algumas semanas depois no dia 29 de maio.  Essa foi a primeira vez desde 1880 que dois jogos perfeitos aconteceram na mesma temporada.

Mesmo assim, o torcedor lamenta um “perfect game” que não aconteceu.  Quatro dias depois do feito de Halladay, Armando Galarraga do Detroit Tigers estava a uma eliminação de atingir o vigésimo primeiro perfect game da história da MLB quando deu um azar danado.  Jason Donald (jogador do Cleveland Indians) bateu uma bola de rotina que não saiu do infield, e  foi claramente eliminado.  Jim Joyce, umpire da MLB desde 1989, viu algo diferente.  Ele marcou “salvo” e o perfect game foi pro ralo.  No dia seguinte, Jim Joyce (que admitiu o erro) teve um momento com Galarraga e se emocionou.

6. Roy Halladay lança o segundo “no-hitter” da história dos playoffs da MLB.


Roy Halladay completa uma temporada incrível com um “no-hitter” nos playoffs.  Enfrentando o melhor ataque da Liga Nacional, Halladay estava imbatível no dia 6 de outubro.  Apenas um jogador do Cincinnati Reds (Jay Bruce) chegou em base naquela noite memorável.   Hallady estava participando da pós-temporada pela primeira vez em sua carreira de 13 temporadas.  O único outro jogador a conseguir um “no-hitter” nos playoffs foi Don Larsen dos Yankees, que arremessou um jogo perfeito na World Series de 1956 contra os Dodgers.

5. Philadelphia Flyers se torna o terceiro time da história da NHL a vencer uma série depois de perder as três primeiras partidas


Poucos esperavam uma reação do Philadelphia Flyers depois que a equipe perdeu 3 seguidos nas semifinais da conferência Leste contra o Boston Bruins.  Afinal, apenas 2 times (o Toronto Maple Leafs em 1941-42 e  New York Islanders em 1974-75) haviam vencido uma série depois de encarar um buraco de 3 jogos a 0.  Os Flyers não desistiram e venceram os jogos 4,5 e 6.  Na sétima partida, Boston abriu uma vantagem de 3 a 0.  Mesmo jogando fora de casa, Philadelphia não se entregou e venceu o jogo e a série por 4 a 3. Incrível!

4. Michael Vick dá a volta por cima e tem a melhor temporada da carreira


Depois de ficar 18 meses na prisão por torturar e executar cachorros Michael Vick deu a volta por cima em 2010.  Vick começou o ano no banco mas ganhou sua chance como titular depois de uma contusão sofrida por Kevin Kolb no primeiro jogo da temporada.  Com passes e corridas incríveis, Vick tem eletrizado a NFL e é candidato a vencer o prêmio de MVP.  No ano passado, Vick esquentou o banco atrás de Donovan Mcnabb.  Agora, ele tem se mostrado uma pessoa bem mais responsável, dedicada e determinada a mostrar que ele ainda tem muita gasolina no tanque. Fora de campo, ele tem participado de projetos sociais e demonstrado remorso por tudo que vez.

3. Josh Hamilton vence o prêmio de MVP da Liga Americana


É sempre legal testemunhar a batalha, determinação e vontade de vencer de uma pessoa atormentada por uso de drogas e álcool.  Essa é a história de Josh Hamilton, outfielder do Texas Rangers.  É difícil não ficar emocionado com a história desse rapaz.  Ele foi o primeiro jogador draftado em 1999.  Infelizmente, a vida do jovem atleta tomou um rumo para a pior e ele enfrentou os demônios de cocaína e álcool, por vários anos.  A carreira do jogador não ia pra frente e ele  quase abandonou o esporte, ficando longe dos gramados entre 2004 e 2006.  Em 2007, Hamilton superou as drogas e estreou na MLB.  A volta foi coroada em 2010.  Hamilton foi eleito o melhor jogador da Liga Americana.  Ele terminou com o melhor aproveitamento da MLB (35,9%), e levou o Texas Rangers à World Series pela primeira vez na história da franquia.  Ah, quase esqueci.  Hamilton também foi eleito o MVP da Final da Liga Americana. Parabéns!!

2. Três times acabam com secas e levantam o troféu de campeão

O ano foi lindo para New Orleans Saints, Chicago Blackhawks e San Francisco Giants.  Se você tivesse apostado 10 dólares, em Las Vegas, que esses três times venceriam títulos em 2010, você não teria que trabalhar mais um dia na vida.  Estaria rico!

Os Saints (que existem desde 1967) venceram o Super Bowl pela primeira vez.  O ponto de exclamação foi uma interceptação de Tracy Porter retornada 75 jardas para touchdown nos minutos finais.  New Orleans venceu Indianapolis por 31 a 17.

As ruas de Chicago estavam em êxtase depois do título do Chicago Blackhawks em junho do ano passado.  O grito estava preso na garganta desde 1961.  Nenhum time da NHL estava tanto tempo sem ganhar uma Stanley Cup!  Os Blackhawks venceram o Philadelphia Flyers por 4 jogos a 2.

1954 foi um ótimo ano para o New York Giants que comemorou seu último título em Nova York antes de se mudar para São Francisco.  56 anos depois, a franquia voltou a levantar o troféu de campeão, dessa vez como “San Francisco Giants”.  Os Giants não eram considerados favoritos ao titulo antes da temporada e surpreenderam muita gente.  A equipe derrubou o Texas Rangers na World Series por 4 jogos a 1.

1. Lebron James abandona o Cleveland Cavaliers e leva seus “talentos à South Beach”


Essa foi boa.  No dia 8 de julho, torcedores de Chicago Bulls, Cleveland Cavaliers, Miami Heat e New York Knicks estavam ligadíssimos na frente da televisão para “A Decisão”.   Lebron James estava prestes a anunciar para qual time ele jogaria em 2010 num programa especial da ESPN nos Estados Unidos.  Minutos depois das 22h, horário de Brasília, James declarou: “nesse outono eu levarei meus talentos para South Beach e me juntarei ao Miami Heat.”

Lebron foi muito criticado por ter anunciado sua decisão na televisão.  Torcedores em Cleveland queimavam a camisa 23 dele, enquanto o dono do time, Dan Gilbert, abertamente criticou o ex-líder de sua equipe chamando o  de “traíra” e “covarde”.

O Miami formou um trio mágico com James, Dwayne Wade e Chris Bosh e é considerado um dos grandes favoritos ao título esse ano.  O Cleveland Cavaliers passa por mais uma reformulação.

E você, qual foi o seu momento favorito de 2010?

Autor: Tags: , , , , , ,