Publicidade

segunda-feira, 2 de maio de 2011 NFL - Futebol Americano | 17:51

10 CONSIDERAÇÕES SOBRE O DRAFT DA NFL

Compartilhe: Twitter

O draft da NFL foi realizado nesse último final de semana com vários times se fortalecendo e outros, nem tanto.  Muitas coisas me chamaram a atenção.  Esse é o meu Top 10.

10. Os Falcons e Browns fizeram uma troca boa para ambas equipes

Julio Jones

No ano passado os Falcons venceram 13 jogos.  Roddy White é um dos melhores wide receivers da liga e Matt Ryan não fica atrás de muita gente na posição de quarterback.  Mesmo assim, o time perdeu no playoff de divisão.  O que faltava? Um segundo wide receiver.  Mike Jenkins não é esse cara e é por isso que os Falcons entregaram 5 escolhas (incluindo duas de primeira rodada) para os Browns pra subir da 27a posição para a sexta e adquirir o segundo melhor receiver do draft, Julio Jones.

Os Browns têm um novo treinador e passam por uma reformulação.  Não é um jogador esse ano que vai fazer a diferença, eles precisam de vários e é por isso que fizeram a troca.  Eu acho que com mais um bom draft os Browns ficarão com um time bem competitivo.

9. O que os Patriots estavam pensando?

Nate Solder

Tom Brady já falou que gostaria de jogar mais 10 temporadas.  Coitado do Ryan Mallett, selecionado na terceira rodada.  Não que ele seja um jogador ruim (Mallett tem o melhor braço entre todos os qbs desse draft), só acho que o único jeito dele jogar em NE vai ser se Tommy boy se machucar.  Pelo menos ele vai aprender bastante com o astro dos Pats.

New England teve 6 escolhas nas primeiras 3 rodadas e eu achava que eles iam fazer a festa.  Infelizmente, não fiquei com essa impressão.  Os Pats precisam de ajuda na linha defensiva e linebackers e não sei se o time melhorou nesses setores.  O time esperou até a sexta rodada pra selecionar um defensive end (Markell Carter).  Os Pats também selecionaram dois running backs que não receberam grandes notas de olheiros.

Agora, uma coisa eu gostei bastante.  A seleção de Nate Solder (offensive tackle) vai fortalecer a linha ofensiva.

8. Maravilha Indianapolis

Eu gostei do Draft do Indianapolis Colts.   Os Colts que não assustam muita gente nas trincheiras (o time vai mal contra o jogo terrestre e não consegue correr com a bola) decidiram melhorar esse setor.  Indy teve cinco escolhas e com as três primeiras o time foi atrás de dois offensive tackles (Anthony Castonzo e Benjamin Ijalana) e um defensive tackle (Drake Nevis).  Castonzo entra pra substituir Charlie Johnson (jogou mal no ano passado) e Ijalana provavelmente será o reserva de Ryan Diem, veterano de 11 temporadas.   Garanto que Peyton Manning saiu latindo de felicidade pela casa depois de receber a notícia dos selecionados.

7. Go Lions!

Nick Fairley

Os Lions adoram uma carne!  Hello!  Nick Fairley, considerado por muitos, o maior talento desse draft agora vai fazer parceria com Ndamukong Suh e Corey Williams na linha defensiva do Detroit Lions.  Com essa seleção, fica difícil apontar alguma linha melhor que a dos Lions.

Os Lions também optaram por Titus Young, wide receiver de Boise State.  Com o grande Calvin Johnson e Nate Burleson já abordo, o explosivo Young chega pra completar um excelente grupo de wide receivers.

No ano passado os Lions selecionaram o veloz running back Jahvid Best.  Agora ele tem um amigo, Mikel Leshoure.  Considerado o segundo melhor running back do draft, Leshoure anotou 17 TDs no ano passado e nunca sofreu um fumble na carreira.  Ele traz um porte físico poderoso pra complementar a velocidade de Best no backfield dos Lions.  Ótimo!

6. Questiono a seleção de Cam Newton

Cam Newton

Não foi no ano passado que os Panthers investiram uma seleção de segunda rodada no QB Jimmy Clausen.  E agora depois de alguns jogos fracos em 2010 ele não presta mais?? É melhor o Newton se tornar um grande quarterback, porque eu acho que os Panthers deveriam ter selecionado o wide receiver A.J. Green da Georgia.

Newton, o primeiro jogador selecionado, se tornou o terceiro QB da história da NCAA a passar e correr para pelo menos 20 TDs numa temporada. Ele é forte, rápido e tem um braço potente.  Eu sei de tudo isso.  Só que tem vários “poréns”.  Ele teve problemas extra-campo, jogou apenas um ano na principal divisão do college football e o ataque de Auburn era completamente diferente do que ele vai encarar em Carolina.  Ninguém sabe se ele vai conseguir fazer essa transição.  Eu acho que poderia ter sido mais seguro selecionar Green, renovar com Steve Smith e dar uma chance a Jimmy Clausen.  Grande risco dos Panthers.

5. Parabéns Bucs!

Adrian Clayborn

Os Bucs continuam no caminho certo.  No ano passado, o time venceu 10 jogos e contou com a ajuda de vários calouros.  Legarette Blount e Mike Williams foram destaques.  O problema foi na defesa.  Tampa não teve uma defesa ruim, mas encontrou problemas contra o jogo terrestre e pressionando o quarterback (apenas 26 sacks, terceira pior marca da liga).  Tampa buscou acertar isso com suas 3 primeiras escolhas nesse draft.

Adrian Clayborn, defensive end, foi o primeiro escolhido.  Amei a seleção de Da´Quan Bowers, um excepcional talento que só caiu para a segunda rodada porque alguns acreditam que ele tem um problema crônico no joelho.  Ele diz estar saudável e se ele ficar longe das contusões pode ser o “roubo” do draft. Bowers foi o melhor da NCAA nesse ano passado com 15,5 sacks.  Ele tem todas as ferramentas físicas pra detonar na NFL.  Fora esses dois, os Bucs selecionaram Mason Foster, de Washington.  Foster é considerado o melhor inside linebacker do draft!

4. Vikings e Jaguars em lados opostos do espectro

Blaine Gabbert

Os dois times selecionaram quarterbacks.  Inicialmente, eu questionei a escolha de Blaine Gabbert (melhor que Cam Newton na visão de muitos olheiros) pelo Jacksonville.  Afinal, David Garrard é um bom QB.  Mas, pensando bem, eu gostei da transação.  Garrard tem 33 anos e sofre muitas pauladas.  Não acho que o final da carreira do atleta esteja muito longe não.  Com dois anos de aprendizado, pode ser que Gabbert entre preparado pra ser um grande quarterback em seu segundo ou terceiro ano na liga.

Os Vikings exageraram ao selecionar Christian Ponder na 12a posição.  Talvez eles viram alguma coisa no QB de Florida State, que 90% dos olheiros não viram.  Sei lá.  Ponder foi o terceiro QB escolhido enquanto muitos achavam que ele cairia para a segunda rodada.  O jogador sofreu com várias contusões no college e não acho que ele está pronto pra ser o titular dos Vikes.

3.  Excelente draft do Houston Texans

J.J. Watt

Os Texans estão mudando da formação 4-3 (4 na linha defensiva, 3 linebackers) para a 3-4.  Eles têm um novo coordenador defensivo, Wade Phillips, e fizeram 3 grandes seleções.  Eu sinceramente acho que os Texans acharam 3 novos titulares na defesa.  J.J Watt é um tremendo talento na posição de defensive end, Brooks Reed pode começar como outside linebacker e Brandon Harris (cornerback) vai ajudar a pior secundária da NFL em 2011.  Os Texans estão armados pra buscar sua primeira aparição da história nos playoffs.

2. Cincinnati Bengals estabelece o futuro

Andy Dalton e Dontay Moch

Terrell Owens, Chad Ochocinco e Carson Palmer provavelmente não voltam pra Cincinnati.  Por isso, foi preciso selecionar um QB e WR e Cincy conseguiu dois grandes atletas.  A.J. Green é o melhor receiver do draft.  Mesmo ficando fora de 4 jogos no ano passado, o jogador recebeu 57 bolas e marcou 9 TDs na competitiva universidade de Alabama.  Andy Dalton conduziu o possante ataque de TCU no ano passado lançando para 27 TDs e apenas 6 INTs.  Além disso, os Bengals selecionaram o outside linebacker mais rápido do draft, Montay Moch.  Good job!!

1.  Seleção de Colin Kaepernick significa fim de Alex Smith?

Eu diria que sim.  Meio triste, né?  Smith foi o primeiro jogador selecionado no draft de 2005 e fez pouca coisa em São Francisco.  Agora ele é free agent e provavelmente não volta pra SF.  Colin Kaepernick foi escolhido na segunda rodada.  O cara quebrou todos os recordes da Univ. de Nevada.  Em 4 anos de carreira, Kaepernick se tornou o primeiro jogador da história da primeira divisão a lançar para pelo menos 10.000 jardas e correr para 4.000.  Os 49ers eram os grandes favoritos na divisão oeste no ano passado mais fracassaram.  Muitos turnovers e falta de disciplina prejudicaram o time.  Agora com um novo treinador (Jim Harbaugh) o ataque deve melhorar.  Harbaugh era treinador da Univ. de Stanford e recrutou Andrew Luck, melhor QB do college football.  Será que Kaepernick é a resposta? O torcedor espera que sim.

(correção: Segundo o general manager dos 49ers, Trent Baalke, o time ofereceu um contrato ao free agent Alex Smith abrindo as portas pra ele ficar em SF.  Agora basta saber se ele vai querer renovar.  Eu tenho minhas dúvidas)

Autor: Tags:

1 comentário | Comentar

  1. -19 goiania packers 12/05/2011 20:18

    paulo antunes qero parabenizar seu trabalho, vc e mto divertido nas narraçoes!continue assim. cara atualize mais o blog pq vc e bom escritor e fale sobre a eliminaçao do seu e meu boston celtics da NBA!

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última
  5. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.